Luís Simões

Luís Simões intensificou a aposta estratégica em Inovação e Sustentabilidade em 2019

Marítimo Comentários fechados em Luís Simões intensificou a aposta estratégica em Inovação e Sustentabilidade em 2019 389
Tempo de Leitura: 3 minutos

A Luís Simões apresentou os resultados do seu Relatório de Sustentabilidade de 2019, que compila as grandes metas e feitos da empresa no decorrer do ano transacto, bem como o seu compromisso para com o desenvolvimento de um modelo logístico moderno, virado para os desafios do futuro.

Em sintonia com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, a companhia reporta que implementou uma estratégia de negócio que permitiu reforçar o seu posicionamento no mercado ibérico. Em 2019, a Luís Simões deu seguimento à tendência de consolidação que já tem vindo a registar nos últimos anos, impulsionada pelo seu crescimento em Espanha, que já representa quase 50% da sua actividade.

Centro de operações de Guadalajara: uma das grandes apostas de 2019

Uma das apostas do Grupo em 2019 foi o Centro de Operações Logísticas de Guadalajara, no Polígono Puerta Centro – Cidade do Transporte, inaugurado em Fevereiro, que incorpora as últimas novidades em sustentabilidade e inovação, com o objectivo de dar resposta às necessidades de distribuição de empresas de todo o tipo. As suas instalações têm uma dimensão de 89.000m2, repartidos em três naves; conta com capacidade para 178.000 paletes e um movimento diário de 112 camiões de entrada e 174 camiões de saída. Adicionalmente, dispõe de 5.350m2 dedicados a operações de copacking ou commerce e câmaras de temperatura controlada, para poder dar suporte a diferentes perfis de produtos e clientes.

«O nosso centro de Guadalajara foi criado para dar uma resposta eficaz às necessidades actuais da logística de grande consumo, como o auge do comércio electrónico», comentou Rui Simões, Administrador para as áreas de Logística e Inovação da Luís Simões. «Através destas instalações somos capazes de oferecer soluções de ponta a partir de um ponto geográfico chave para a rede logística e industrial da Península Ibérica», acrescentou.

O armazém, detalha a empresa, está equipado com sistemas de armazenamento e expedição automáticos, que permitem melhorar as margens de produtividade nas cadeias de abastecimento. Concebido com os critérios de sustentabilidade que permitem a certificação LEED do USA Green Building Council, é um edifício «eficiente em termos energéticos e de utilização de recursos», relata a empresa, em comunicado.

Sustentabilidade e inovação são pilares da estratégia da Luís Simões

«A sustentabilidade é um dos valores principais que guiam a estratégia de negócio da Luís Simões», confirma a empresa, que, em 2019, implementou iniciativas rumo a um modelo de logística e transporte mais sustentável e ecológico. Entre outros aspectos, os vários projectos permitiram reduzir as emissões de CO2e, economizar custos, diminuir o consumo de combustível dos veículos e alcançar uma maior eficiência energética nos armazéns.

Em paralelo, «a inovação a nível tecnológico e de design de processos foi outro dos pilares que marcou o ano de 2019 da Luís Simões». Durante o ano passado, o operador apostou em diferentes desenvolvimentos para fomentar cadeias logísticas ágeis e flexíveis, que garantiram a máxima rentabilidade das operações dos seus clientes. Entre as medidas levadas a cabo, destacam-se a incorporação dos sistemas automatizados nos armazéns, a implementação do sistema SoftExpert para a automatização de processos administrativos e de gestão e ainda a renovação da frota frigorífica com a aquisição de veículos modernos, com gases refrigerantes mais amigos do ambiente.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com