Maersk

Maersk alerta: pós-2020 poderá acarretar custos adicionais de 2 mil milhões com combustível

Marítimo Comentários fechados em Maersk alerta: pós-2020 poderá acarretar custos adicionais de 2 mil milhões com combustível 327
Tempo de Leitura: 1 minutos

A iminente entrada em vigor da nova regulamentação da Organização Marítima Internacional (IMO) sobre os níveis de NOx emitidos pelos navios no período pós-2020 deverá conduzir a significativos aumentos de custos, principalmente para as transportadoras marítimas, que terão de encontrar novas formas de respeitar os limites.



Simon Bergulf, da Maersk, apontou os 3 problemas pós-2020

Entre essas soluções estão: a instalação de scrubbers nos navios, a aquisição de combustível especialmente alterado na sua composição (respeitando o limite de 0,5%) ou o recurso ao gás natural liquefeito (GNL). Em entrevista dada à Bloomberg, o director para os Assuntos Regulatórios da Maersk, Simon Bergulf, afirmou que os altos preços do petróleo, a baixa disponibilidade de combustíveis compatíveis e o investimento em pesquisa e desenvolvimento (R&D) são alguns dos problemas que elevarão os custos no pós-2020.

Cascata de agravamentos poderá reflectir-se no consumidor global

Segundo as palavras de Simon Bergulf, a líder de mercado no segmento do transporte marítimo de contentores prevê que nesse contexto temporal de profundas mudanças no sector existe um acréscimo de 2 mil milhões de dólares aos seus gastos anuais com combustível – uma situação, que aliás, será similar a todas as companhias, frisou Bergulf. Sendo o transporte marítimo a espinha dorsal das cadeias globais de abastecimento, tal significaria um excesso de custos que acabaria por prejudicar todos os consumidores.



Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com