MAN nova geração

MAN Experience Press Days 2020 focou-se na Automação, eficiência no consumo e segurança

Empresas, Terrestre, Veículos Comentários fechados em MAN Experience Press Days 2020 focou-se na Automação, eficiência no consumo e segurança 69
Tempo de Leitura: 5 minutos

A construtora MAN realizou, no passado dia 15, a conferência ‘2020 MAN Experience Press Days’, focada na análise da nova geração de camiões da marca e das potencialidades que esta vaga de inovação traz ao sector. A Revista Cargo acompanhou os trabalhos, trazendo até si a informação relevante que marcou a sessão, que contou com a participação de Andreas Tostmann (CEO), Frederik Zohm e Goran Nyberg.

«Possuímos os drivers da mudança», enfatizou Andreas Tostmann, CEO da MAN

MAN Truck & Bus«A MAN vem fomentando a criação de contacto próximo com os seus clientes, o público em geral e os meios de comunicação. O grande número de participantes neste fórum mostra que inspiram as pessoas com os nossos produtos focados no futuro», começou por introduzir Andreas Tostmann, CEO da MAN Truck & Bus, afirmando-se «fascinado» pela forma como «a equipa MAN dá o seu máximo, todos os dias, para tornar a vida dos clientes mais acessível, por via dos seus produtos». Abordando o novo coronavírus e os seus impactos, o CEO lembrou que a companhia já se encontrava a delinear um «plano de realinhamento da MAN» que visará apertar o cinto e eliminar custos adicionais em tempos de crise.

No centro desta estratégia está o mercado em constante evolução e metamorfose, exigindo uma adaptação cautelosa em termos financeiros, salvaguardando a empresa para os desafios do futuro. «Apresentámos os nossos planos de realinhamento. E porque é esta reestruturação necessária? Estamos a enfrentar grandes desafios em resultado das transformações tecnológicas, nos campos da digitalização, condução autónoma, e tivemos de preparar a MAN para ser mais inovadora, mais digital e mais rentável a longo prazo. Desta forma, vamos preservar o futuro da companhia num mundo que rapidamente se transforma», explicou, frisando que faz parte da MAN ser uma força digital e inovadora.

«Somos já totalmente digitais. Possuímos os drivers da mudança. Somos um parceiro forte para os nossos clientes», declarou Andreas Tostmann, lembrando que a veia digitalizante faz parte do ADN da MAN e dos seus serviços, «seja com o controlo de frota, optimização de eficiência ou até mesmo no incremento da disponibilidade dos veículos. Depois da intervenção de Tostmann, seguiram-se as declarações de Frederik Zohm.

Nova geração de camiões MAN «está preparada» para a automação

MAN«Muito se pode dizer sobre o novo camião mas um número destaca-se: o relativo ao consumo de combustível. Em Bilbau, no passado mês de Fevereiro, prometemos uma redução do consumo de até 8-10% menos; hoje em dia estou bastante satisfeito e orgulhoso em poder dizer que, de facto, cumprimos a promessa. Testámos e conduzimos os veículos e concluímos uma poupança média de -8,2%. Penso que isto é importantíssimo. No fundo, trata-se de mais dinheiro directamente no bolso dos nossos clientes», explicou o membro executivo que tutela a divisão de Pesquisa e Tecnologia da MAN Truck & Bus. No campo da automação, a marca está mais do que equipada para dar respostas aos desafios actuais.

«Automação? A nossa geração de pesados já está preparada para isso», com o sistema digital a permitir já um «controlo total das funcionalidades do camião, o que permite que o condutor receba sempre o feedback tecnológico mais avançado, seja em termos de segurança, seja em termos de automação. A nossa geração de camiões está realmente preparada para abraçar a automação», enfatizou Frederik Zohm, abordando depois uma área de cariz essencial: a segurança rodoviária. «Os camiões precisam de ser seguros e devemos providenciar o melhor sistema de assistência possível. Devemos isso à sociedade, aos clientes e condutores», sublinhou o responsável.

Neste contexto, um dos trunfos da MAN é o Lane Return Assist, que auxilia o condutor – «já foi testado e é descrito como o melhor no mercado», frisou. «O segundo sistema que quero realçar é o Turn Assist, que cobre toda a lateral do camião» e alerta o condutor do perigos iminentes como a passagem despercebida de um ciclista, evitando quaisquer acidentes. «O último sistema de que vos quero falar é o Traffic Jam Assist. Com este sistema, não só controlamos a lateral do camião como também controlamos a distância para o veículo da frente. Com este sistema, o condutor já possui uma sensação de automação, tendo assim suporte em situações de maior densidade de tráfego após os 60km/h. Isto é significativo», disse.

Automação hub-to-hub trabalhada com o Porto de Hamburgo e DB Cargo

«O mundo inteiro está a trabalhar na solução dos camiões autónomos. Acreditamos que esta solução para o transporte de cargas esteja presente no mercado por altura do fim da década. Temos trabalhado com foco na automação hub-to-hub, com os nossos parceiros, e estamos em sintonia com duas das maiores entidades neste segmento logístico: a Autoridade do Porto de Hamburgo e a DB Cargo, para tornarmos a condução autónoma possível», declarou, assumindo ainda o desafio da sustentabilidade ambiental como uma das primazias da marca: «A MAN coloca o foco na descarbonização do transporte e a electromobilidade é uma das chaves para que isso aconteça, e, para nós, a electrificação dos nossos produtos começa nas cidades. Por isso estamos orgulhosos de termos o nosso Lion’s City E em acção», rematou Zohm.

Goran Nyberg: o «fantástico camião» que supera as expectativas

A sessão contou também com a participação de Goran Nyberg, responsável pela área de Vendas e Marketing da MAN Truck & Bus. Incontornável foi falar do novo camião e das suas capacidades: «Temos, claro, de falar deste fantástico camião. Desde que lançamos este modelo em Fevereiro, em Bilbau, recebemos um feedback extraordinário por parte dos nossos clientes e da imprensa. E os testes no terreno comprovam uma poupança de -8,2% no consumo. Este é um número muito importante. Temos clientes a dizer-nos, inclusivamente, que obtiveram resultados ainda melhores, alguns a atingirem mesmo os -10%. Tratam-se de excelentes resultados e traduzem-se directamente num total cost of ownership menor», salientou.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com