MAN sobe ao trono das vendas de pesados de mercadorias no período Janeiro-Agosto

Empresas, Terrestre, Veículos Comentários fechados em MAN sobe ao trono das vendas de pesados de mercadorias no período Janeiro-Agosto 105
Tempo de Leitura: 2 minutos

Os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), referentes ao sector do mercado automóvel no período Janeiro-Agosto, demonstram uma acentuada queda de matriculação de veículos (-41,2% face ao mesmo período de 2019), devido à pandemia de COVID-19. No segmento dos pesados de cargas, a descida foi de -39,6%%, e, neste contexto, foi a MAN a subir ao trono, com 333 novos modelos matriculados, seguida da Volvo, com 290.

Tendo passado de 380 em 2019 para 333 em 2020, a MAN conseguiu alcançar a menor descida homóloga do segmento, perdendo -12,4% face aos primeiros oito meses do ano passado: todos os outros concorrentes ultrapassaram essa variação negativa. A Scania, que liderou em 2019, denotou uma descida homóloga de -56,7%, tendo 241 novos modelos matriculados entre Janeiro e Agosto de 2020. Mas a maior descida foi da Mercedes-Benz.

Com 166 novas matrículas, a Mercedes-Benz teve uma queda de -62,9% face aos primeiros oito meses de 2019. A Iveco e a Volkswagen conseguiram restringir as perdas em 2020: a primeira viu serem registados 215 modelos entre Janeiro e Agosto, denotando assim uma perda homóloga de -18,9%, ao passo que a Volkswagen registou 7, fixando uma variação negativa de -12,5%, e, portanto, mantendo a estabilidade dos resultados.

Agosto foi mês de retoma: MAN disparou com 54 novas matrículas

No que toca apenas ao mês de Agosto, matricularam-se 274 pesados de mercadorias, menos oito que no mesmo mês de 2019; também aqui se nota o domínio da MAN em 2020 – a fabricante viu serem matriculadas 54 viaturas, quando, em Agosto de 2019, tinham sido apenas 16. A DAF manteve o registo perdendo apenas -5,8% face a Agosto de 2019 (49 novas matrículas) e a fechar o pódio ficou a Volvo, com 40 novas matrículas, -16,7% que em Agosto do ano passado. Recorde-se que, na globalidade, o mercado português de pesados de mercadorias caiu -39,6% nestes oito meses, contando um total de 1 886 matrículas. Se adicionados os números dos pesados de passageiros, o panorama geral dá uma descida de -39,5%.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com