Manuel Fontes no Portugal Transport Newtworking

«Continuamos a crescer no número de empresas em Portugal» – Manuel Fontes, Area Manager da WTransnet Portugal

Entrevistas, Terrestre Comentários fechados em «Continuamos a crescer no número de empresas em Portugal» – Manuel Fontes, Area Manager da WTransnet Portugal 390
Tempo de Leitura: 2 minutos

Clique na imagem para ver a entrevista em vídeo!

Em entrevista à Revista Cargo, o Area Manager da WTransnet Portugal fez um balanço daquilo que tem sido a actividade da bolsa de cargas em Portugal, mercado onde chegou há precisamente 15 anos, lamentando que as empresas portuguesas esteja um pouco reticente em relação a estas plataformas.

«Continuamos a crescer no número de empresas em Portugal», vinca Manuel Fontes, acrescentando que «hoje em dia já contamos com 830 empresas portuguesas do sector dos transportes», maioritariamente transportadores mas também transitários – «à volta de 40 transitários, todos os outros são transportadores». Isto claro, sem esquecer as «empresas que já são grandes logísticos, caso da Luís Simões, Torrestir, Patinter, Transportes J. Amaral, Transportes Paulo Duarte, David Neto, todas elas já com uma área muito importante de negócio que é a subcontratação».

Em relação ao serviço da bolsa de cargas da WTransnet, o máximo responsável para Portugal destacou «o serviço de garantia de pagamento», algo que é único nas mais diversas bolsas de carga no mercado.

Por outro lado, a fiabilidade do parceiro é outra vantagem assegurada pela bolsa de cargas da WTransnet. «Todos os ofertantes de carga têm que ter ‘rating’ da seguradora para poder oferecer cargas na bolsa», salienta Manuel Fontes sobre uma característica que faz com que «exista confiança no negócio que encontram na plataforma».

A tudo isto juntam-se os «filtros para entrada de associados», o que torna exigente a admissão. «Escolhemos trabalhar apenas com transportadores e transitários, empresas do sector dos transportes devidamente documentadas, empresas solventes», justifica Manuel Fontes.

Por fim, questionado sobre a aceitação do mercado português pelas soluções de bolsa de cargas online como a da WTransnet, o Area Manager da WTransnet Portugal admitiu a existência de «alguma retracção pela massificação de plataformas online», isto porque considera que «há uma série de bolsas de carga que no fundo não são bolsas de carga».

LEIA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA NO PRÓXIMO NÚMERO DA REVISTA CARGO!

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com