MARF encerrou o ano de 2019 com resultados acima do previsto

Empresas, Logística Comentários fechados em MARF encerrou o ano de 2019 com resultados acima do previsto 236
Tempo de Leitura: 2 minutos

Segundo o Relatório de Execução Orçamental aprovado, o Mercado Abastecedor da Região de Faro (MARF), empresa do Grupo SIMAB, integrada no universo Parpublica, tutelada pelos Ministérios das Finanças e da Economia, registou, no quarto trimestre de 2019, um aumento do seu volume de negócios, face ao período homólogo, em 29,6 milhares de euros (+2,0%), situando-se, pela primeira vez, próximo de 1 milhão e meio de euros.

De acordo com os dados fornecidos pelo Grupo SIMAB, o EBITDA ascendeu a 974 milhares de euros, acima do previsto em 28,5 milhares de euros (+3%) e acima do quarto trimestre de 2018 em 8,4 milhares de euros, ou seja mais 0,9%. Este desvio favorável, face ao período homólogo é apurado pelo aumento do volume de negócios aliado à manutenção de uma política de contenção nos gastos operacionais.

Assim, a MARF, SA apresentou margens operacionais positivas de 65% e 48%, respectivamente ao nível do EBITDA e do EBIT. Relativamente ao previsto no Plano, os rendimentos operacionais (cash) apresentam um desvio favorável de 12,5 milhares de euros (+0,9%) e os gastos operacionais (cash) situam-se abaixo em 18,0 milhares de euros (-3,3%), informou o grupo via comunicado.

Em 2019 os gastos operacionais (FSE’s e Gastos com Pessoal) representam 32,9% do volume de negócios, abaixo do registado no mesmo período do ano anterior, em 1,1 pontos base. À data de 31 de Dezembro de 2019, a dívida financeira líquida da MARF situa-se 847 milhares de euros (-31%) abaixo do valor registado em 31 de Dezembro de 2018 e abaixo do previsto em sede de orçamento, em 451 milhares de euros (-19%).

Os resultados financeiros expressos no documento trimestral apresentam um desvio favorável, face ao período homólogo de 2018 e ao Plano para este quarto trimestre, respectivamente, em 135,2 milhares de euros (+94,5%) e 3,1 milhares de euros (+28,1%), reflectindo a redução do passivo remunerado, por via da operação de recapitalização da empresa realizada em Agosto de 2018 e a obtenção de condições de pricing mais favoráveis.

Os capitais próprios ascenderam, no trimestre em apreço, a 11.663,4 milhares de euros e correspondem a 73% dos capitais totais aplicados na empresa (activos). O resultado líquido do exercício ascendeu ao montante de 635,1 milhares de euros, acima do previsto, no Plano de Actividades e Orçamento, em 74,9 milhares de euros (+13,4%).

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com