MARL

MARL SA apresentou «margens operacionais positivas» no primeiro trimestre do ano

Logística Comentários fechados em MARL SA apresentou «margens operacionais positivas» no primeiro trimestre do ano 319
Tempo de Leitura: 2 minutos

A MARL, SA, empresa que gere o Mercado Abastecedor da Região de Lisboa, apresentou no primeiro trimestre deste ano margens operacionais positivas de 74% e 41%, respectivamente, ao nível do EBITDA e do EBIT, que compara com 72% e 39% no período homólogo de 2018.

O EBITDA ascendeu, nestes primeiros três meses, a 2 558,8 milhares de euros (m€), registando um desvio favorável de 26,8 milhares de euros (+1,1%) face ao Orçamento de 2019 e um aumento de 157 milhares de euros (+6,5%) face ao período homólogo de 2018. Já o EBIT ascendeu a 1 507,2 m€, registando um aumento de 122 m€ (+8,8%) face a igual período do anterior e um desvio favorável de 45,8 m€ (+3,1%) face ao orçamentado.

De acordo com o Relatório de Execução Orçamental relativo ao primeiro trimestre de 2019, a evolução favorável face ao período homólogo do ano anterior é maioritariamente apurada no aumento do volume de negócios, em 166,2 m€ (+5,2%). Já a evolução favorável face ao orçamentado deve-se ao desvio favorável nos gastos operacionais, em 71,9 m€ (-7%).

Quanto aos encargos financeiros, eles apresentam um desvio favorável face às duas circunstâncias (1T18 e PAO1T19), respectivamente, em 11,3 m€ (-12,5%) e 9 m€ (-10,3%), reflectindo a redução do passivo bancário e a obtenção de condições de pricing mais favoráveis. O resultado líquido do período em análise ascendeu a 1 075,1 m€, acima do período homólogo 99,7 m€ (+10,2%), e acima do PAO1T19 em 39,9 m€ (+3,9%).

Em termos acumulados, o rendimento core, as taxas de utilização que representam 78% da estrutura de rendimentos, ascendeu a 2 626,2 m€, registando uma evolução favorável de 124,6 m€ (+4,7%) face ao período homólogo. Os gastos operacionais cash ascenderam a 908,9 m€, situando-se abaixo do primeiro trimestre de 2018 e do Orçamento 2019, retrospectivamente em 7,3 m€ (-0,8%) e 71,9 m€ (-7,3%).

A dívida financeira líquida, que reduziu em 1 342,6 m€, situando-se 3,5% abaixo do valor registado em 31 de Dezembro de 2018, ascendendo a 37.480,8 m€, e o rácio dívida líquida/capitais próprios (incluindo subsídios) situou-se em 0,60, em linha com o ano anterior e o previsto no Orçamento 2019.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com