Carlos Vasconcelos Medway

Medway: ‘Comboio Vasco da Gama’ ligará Portugal à Alemanha em meados de 2020

Empresas, Logística, Terrestre Comentários fechados em Medway: ‘Comboio Vasco da Gama’ ligará Portugal à Alemanha em meados de 2020 2392
Tempo de Leitura: 3 minutos

A Medway reuniu-se hoje (dia 23) com a comunicação social para fazer o balanço de quatro anos de actividade, iniciados em 2015, após privatização da CP Carga. Durante a sessão, Carlos Vasconcelos, presidente do Conselho de Administração da empresa ferroviária, analisou o passado e o presente e perspectivou o futuro da operadora, que ambiciona, um dia, ser líder de mercado na Península Ibérica. Entre os temas aflorados esteve uma revelação: o lançamento, em meados do próximo ano, do chamado ‘Comboio Vasco da Gama’, que ligará Portugal ao centro da Europa.

Antes de abordar o ‘Comboio Vasco da Gama’, Carlos Vasconcelos falou sobre a hipótese de ser recriado o serviço de transporte de viaturas até ao Porto de Santander – uma solução circunstancial testada na recta final de 2018, aquando da crise vivida no Porto de Setúbal: «Esse comboio foi uma resposta a uma situação problemática que o país, o Porto de Setúbal e a Autoeuropa estavam a viver. Foi, sobretudo, um teste para perceber se era viável esse transporte. O que demonstramos é que operacionalmente, é viável». Mas, será uma aposta estrutural? Não, clarificou.

«Se será utilizado no futuro? Só a Autoeuropa poderá dizer. Não creio que faça sentido fazer um transporte de 800 quilómetros até Santander, quando temos o transporte de menos de 50 quilómetros para poder colocar as viaturas no porto. Economicamente, penso que não faria sentido. Só se houver uma disrupção forte na ligação a Setúbal é que isso faria sentido. Por parte do cliente, não temos qualquer previsão de necessidade de alteração do actual modelo», respondeu o presidente da operadora ferroviária.

‘Comboio Vasco da Gama’ em 2020: «Os indicadores são optimistas»

Sobre o projecto do ‘Comboio Vasco da Gama’ (que reaviva a ligação ferroviária ao centro da Europa, outrora testada com a DB Schenker), que servirá o centro da Alemanha e o norte da Bélgica e França) e Carlos Vasconcelos abriu o jogo: «É um projecto que está a ser trabalhado. Já tem nome: trata-se do ‘Comboio Vasco da Gama’. É um comboio no qual estamos a trabalhar, é um trabalho moroso, porque, primeiro, temos de avaliar, do lado da procura, o que é que é necessário, e, do lado da oferta, o que conseguimos montar, com diferentes operadores», respondeu.

«Já identificámos um conjunto de soluções e de parceiros futuros que nos permite esperar – se tudo correr bem – em meados do ano que vem, arrancar com o comboio. Já percebemos que há procura e os indicadores são optimistas nesta matéria», revelou, adiantando que a Autoeuropa será um dos potenciais clientes. Na base da iniciativa está a apetecível sinergia entre a ferrovia e a rodovia, esta última actualmente em busca de formas de mitigar os obstáculos causados pelos custos dos combustíveis e de circulação e pela escassez de motoristas.

Medway quer crescer «concorrendo com a rodovia»

«O que procuramos são parceiros/operadores ferroviários e também parceiros que alimentem o comboio. Alguns dos que contactámos são operadores rodoviários (centro da Europa e Portugal), que, antevendo as dificuldades (custos dos combustíveis e de circulação, a escassez de motoristas), encaram a possibilidade de completar a sua oferta aos clientes com a ferrovia. Não se trata de transferir a totalidade, mas ter na ferrovia um complemento das suas ofertas, até para corresponder aos picos de procura, em vez de alocarem mais meios, ou até alocarem uma quota fixa para a ferrovia, de modo a fazerem face a essas dificuldades. São estes os parceiros com quem estamos a trabalhar», explicou.

«Há milhares de camiões a circular entre Portugal e a Alemanha e queremos que uma percentagem ínfima passe para a ferrovia», reforçou. «Este tipo de oferta tem de ser diária», frisou ainda, lembrando que o objectivo da Medway não passa por ganhar quota de mercado às rivais ferroviárias, «mas sim crescer concorrendo com a rodovia».

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com