porto aveiro mercadorias

Tráfego de mercadorias cresceu mais de 11% nos portos e rodovia e pouco variou na ferrovia

Marítimo, Terrestre Comentários fechados em Tráfego de mercadorias cresceu mais de 11% nos portos e rodovia e pouco variou na ferrovia 864
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou os dados relativos à movimentação de mercadorias em Portugal nos primeiros três meses do ano, mostrando crescimentos significativos no sector portuário e na rodovia mas uma estagnação no tráfego ferroviário.

Assim, e segundo os dados do INE, a carga movimentada nos portos nacionais registou um aumento de 11,4% no primeiro trimestre, num crescimento muito similar ao registado no movimento de mercadorias por modo rodoviário: de 11,2%.

Já a evolução no tráfego ferroviário parece estar estabilizada (+0,6% em toneladas e +0,1% em toneladas-quilómetro), números que ainda assim deverão ser vistos com algum optimismo por surgirem depois de uma quebra que se tinha registado no último exercício: de -4,4%, no quarto trimestre de 2016.

Sector portuário mantém tendência de crescimento

Porto de Sines continua com a maior fatia nas movimentações

Os dados do INE mostram que, no primeiro trimestre deste ano, os portos nacionais movimentaram um total de 23,7 milhões de toneladas, valor que representa um aumento de 11,4% e também uma prestação ainda mais positiva do que o último exercício – no último trimestre de 2016, o sector tinha crescido 8,1%.

Destaque óbvio para o porto de Sines que movimentou 12,5 milhões de toneladas (+17,2%) e foi responsável por 52,9% do total movimentado nos portos nacionais. Também o porto de Aveiro registou um aumento significativo (+18,0%), ao qual se juntaram ainda os portos de Lisboa e Leixões, que registaram acréscimos de 12,5% e 8,5%, respectivamente.

Já o porto de Setúbal registou tendência inversa, com um decréscimo de 11,3%.

Tráfego nacional fez modo rodoviário voltar ao verde.

Rodovia recupera

Quanto ao transporte rodoviário de mercadorias, registou uma recuperação face ao último exercício. Com um aumento de 11,2% nas mercadorias transportadas, a rodovia foi responsável pela movimentação de 40,9 milhões de toneladas no primeiro trimestre.

O crescimento foi impulsionado pelo transporte nacional (34,3 milhões de toneladas, +15,6%), uma vez que o transporte internacional registou uma redução de 7,5%.

Modo ferroviário regista pouca variação

Como referido acima, o movimento de mercadorias por modo ferroviário pouco variou no primeiro trimestre do ano, tendo alcançado um ligeiro aumento de 0,6%, com 2,6 milhões de toneladas.

Já o respectivo volume de transporte cresceu 0,1% (+0,8% no trimestre anterior), totalizando 638,5 milhões de toneladas-quilómetro.

Carga e correio com crescimento de 17,9% no aéreo

A carga e correio movimentados por modo aéreo também registaram um crescimento, no caso de 17,9%, alcançando um total de 41,2 mil toneladas manuseadas nos aeroportos nacionais.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com