Ministra do Mar deixa elogios: Porto de Leixões destaca-se pela sua «trajectória, eficiência e paz social»

Marítimo Comentários fechados em Ministra do Mar deixa elogios: Porto de Leixões destaca-se pela sua «trajectória, eficiência e paz social» 371
Tempo de Leitura: 3 minutos

A Revista Cargo encerra hoje, na sua newsletter diária, a reportagem escrita dedicada à cerimónia de apresentação do projecto de reconversão do Terminal de Contentores Sul do Porto de Leixões, desta feita complementando as declarações da Ministra do Mar, já reportadas aqui, sobre a importância crucial do investimento da Yilport na expansão dos horizontes da infra-estrutura portuária nortenha.

Investimento no Terminal de Contentores Sul gerará «proveitos de 406 milhões de euros»

Para Ana Paula Vitorino, que fechou a cerimónia com o seu discurso, o investimento da operadora de terminais turca Yilport «representa a confiança que um grupo estrangeiro tem no crescimento da nossa economia e na estabilidade do nosso país. Este é um porto exportador, portanto, quem aqui investe fá-lo porque acredita que a nossa economia vai continuar a crescer», declarou a líder da pasta do Mar.

«Os proveitos económicos estimados deste investimento são cerca de 406 milhões de euros, resultantes de benefícios de 300 milhões de euros nos custos de transporte rodoviário que são evitados e que por sua vez geram uma redução de emissões de cerca de 800 toneladas de CO2 e de mais de 100 milhões de euros de externalidades positivas, para além dos impactos sobre a criação de emprego», assinalou ainda.

«A Yilport já tem o seu lugar na nossa economia», afirmou Ana Paula Vitorino

A governante enfatizou também o peso da Yilport no sistema portuário nacional (recorde-se que penetrou no mercado portuário luso em 2016), que «representa um investimento global de cerca de 350 milhões de euros e a responsabilidade da criação directa de 300 postos de trabalho». Não só em Leixões, como em todo o sistema portuário luso, «a Yilport é – a par de outros grupos – significativa e tem já o seu lugar na nossa economia», disse.

O grupo turco poderá contar, assegurou, com a cooperação lusa na evolução dos portos para o próximo patamar: «É bem-vindo a Portugal quem vem por bem. O Grupo Yildirim está a fazer investimentos que são uma mais-valia em Portugal. Temos de dar passos mais adiante. O Porto de Leixões tem um lugar de destaque na estratégia para o desenvolvimento da competitividade do sistema portuário nacional, que resulta da sua trajectória, da sua eficiência, da sua paz social e de uma conjugação de esforços em que a Yilport é peça fundamental», vincou a ministra.

Leixões – a «jóia» ibérica da Yilport que pode ir além do «sonho»

Leixões, tida como a «jóia» do portefólio ibérico da Yilport – como atestou o próprio Robert Yildirim, que caracterizou o investimento no terminal de «um sonho» – foi alvo de uma «dupla estratégia», detalhou Ana Paula Vitorino: «por um lado tínhamos de fazer face imediata relativamente aos crescimentos – e por isso renegociámos duas concessões. Mas não ficaremos por aqui, lançaremos brevemente novas oportunidades que estabelecerão novos desafios relativamente relativamente ao país e ao Norte de Portugal».

Alargar os horizontes no presente e construir novos no futuro: «Queremos ir mais longe, não queremos ficar pelo aumento de 32% da capacidade de movimentação de contentores em Leixões. Porquê? Porque nessa estratégia o que estimámos foi mais de 70% de aumento da carga contentorizada em Leixões na próxima década. O crescimento que se perspectiva agora, a curto e médio prazo, será satisfeito com este investimento, que, no entanto, não chega para tudo aquilo que perspectivamos em relação ao crescimento do Porto de Leixões – é muito mais que isso», finalizou.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com