Governo Sistema Nacional Barreiro memorando

Ministra do Mar: ENIDH conquistou «lugar inigualável» no progresso da Economia do Mar

Marítimo Comentários fechados em Ministra do Mar: ENIDH conquistou «lugar inigualável» no progresso da Economia do Mar 797
Tempo de Leitura: 4 minutos

A Ministra do Mar foi esta tarde agraciada com o Prémio Padrão dos Descobrimentos, atribuído pela ALUMNI ENIDH – nas instalações da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique, Ana Paula Vitorino discursou, não apenas em tom de agradecimento, mas também de projecção do futuro do sector marítimo nacional, deixando elogios ao preponderante papel da escola enquanto pilar da evolução da Economia do Mar.

Ministra do Mar agraciada com o Prémio Padrão dos Descobrimentos

«É com elevada honra que agradeço a atribuição do Prémio Padrão dos Descobrimentos. Considero que este prémio é um reconhecimento do empenho e contributo de toda a equipa do Ministério do Mar, incluindo os organismos tutelados, onde se inclui a ENIDH, para o desenvolvimento da economia do mar no nosso País e para a afirmação da liderança mundial em matérias de governação oceânica», introduziu.

Na visão da líder da pasta do Mar, a ENIDH «tem conquistado um lugar inigualável no contexto nacional, enquanto única escola de ensino superior público dedicada à formação marítima civil, e que muito tem contribuído para a educação e conhecimento marítimos de várias gerações de portugueses e estrangeiros»: prova disso «é o crescimento no número de alunos nos últimos anos lectivos e a implementação de um programa de internacionalização que tem vindo a atrair um crescente número de estudantes estrangeiros», frisou.

«Momento certo para investir»: inovar «em direcção ao futuro»

A intersecção, estrutural, da digitalização e da urgência na aposta em modelos de negócio sustentáveis, «é janela de oportunidade e o momento certo para investir em mais e melhores ofertas formativas que apostem na inovação e na tecnologia para navegar em direcção ao futuro», considerou. «O factor de mudança de Portugal, para efectivamente fazer crescer a economia do mar, assenta ciência e inovação», reiterou. Daí o Governo estar «determinado em apostar no conhecimento como activo estratégico quer para qualificação do emprego, quer para fomentar o empreendedorismo económico nacional, quer ainda como base para parcerias estratégicas no âmbito da atracção de investimento estrangeiro», vincou.

Assinalando que «é expectável» que o sector marítimo-portuário mantenha a rota do crescimento, Ana Paula Vitorino destacou, para o fomento de tal desígnio, «as recentes medidas de apoio ao sector» promovidas pelo Governo, «nomeadamente, a introdução da Tonnage Tax em Portugal contribuirão para dinamizar o sector dos transportes marítimos, e consequentemente terá reflexos positivos na geração de emprego», o lançamento do programa de aceleração de startups Bluetech Accelerator (capaz de «identificar» talento e dar sangue novo à Economia Mar), tido como um «estímulo ao aumento da intensidade tecnológica e à sofisticação dos modelos de negócio dos sectores tradicionais do Mar».

Com o sector em acelerada evolução, ENIDH não é menos que essencial para «dar resposta» à qualificação

«Em termos de infra-estruturas portuárias está em curso a concretização da ‘Estratégia para o Aumento da Competitividade Portuária’, aprovada pelo governo, que para além do aumento de capacidade e produtividade dos principais portos, contempla igualmente projectos de aumento da eficiência logística, como seja a Janela Única Logística, cujo primeiro piloto já entrou em funcionamento nos portos da Madeira. Esta estratégia de empoderamento do sector tem implicado uma contínua necessidade de contratação de profissionais qualificados», sublinhou a ministra, realçando, neste contexto de progresso, «o empenho da ENIDH em dar resposta às necessidades de qualificação profissional de marítimos».

Internacionalização da ENIDH «marcará nova fase da história da Escola»

Focando-se na ENIDH, Ana Paula Vitorino lembrou «a implementação do projecto pré-definido no âmbito do Programa EEA Grants», com três parceiros institucionais internacionais (Norwegian University of Science and Technology; Ocean Training and Competence AS (NTNU) e University of South-Eastern Norway), «demonstra paralelamente a aposta da Escola Náutica para acompanhar o aumento da intensidade tecnológica e simultaneamente melhorar a qualidade e a excelência do ensino no sector» – a iniciativa «marcará uma nova fase da história da Escola, afirmando-a como uma referência no âmbito do ensino marítimo», reforçou a governante.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com