Linha IP Douro Ferrovia IP IP Portugal

Ministro admite atrasos no ‘Ferrovia 2020’ mas vinca: «Não há nenhuma obra cancelada»

Terrestre Comentários fechados em Ministro admite atrasos no ‘Ferrovia 2020’ mas vinca: «Não há nenhuma obra cancelada» 369
Tempo de Leitura: 2 minutos

Em reacção a uma das notícias do dia (avançada em primeira mão pelo JN), que dá conta dos vários atrasos na execução do programa ‘Ferrovia 2020’, Pedro Nuno Santos, Ministro das Infra-estruturas e Habitação, admitiu as derrapagens na calendarização dos vários trabalhos de modernização dos caminhos-de-ferro nacionais, mas vincou que não existem quaisquer cancelamentos ou suspensões.

«Cancelamento e suspensão não existe um único», frisou o ministro

«Não há nenhuma obra cancelada, nenhuma obra suspensa, o que temos […] são atrasos nas obras, isso é verdade, mas cancelamento e suspensão não existe um único», declarou o governante, à margem da assinatura do Acordo de Empresa da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF), reagindo assim pela primeira vez à manchete do JN, que realça o adiamento de 18 obras que constam do ‘Ferrovia 2020’, no valor de 2.000 milhões de euros, e de um projecto cancelado de electrificação do troço entre Viana do Castelo-Valença.

«O que houve foi um projecto [de electrificação] com pouca qualidade e foi necessário relançar o projecto de contratação do projectista”, explicou o governante, reafirmando que não há cancelamento ou desistência da obra», frisou, explicando que as obras do investimento público não prevêem muitas vezes constrangimentos, como a impugnação de concursos, atrasos no Tribunal de Contas ou avaliações de impacto ambiental que exigem alterações. «Os constrangimentos que o investimento público enfrenta levam a que, infelizmente, tenhamos que regularmente assistir a atrasos».

O acordo assinado hoje pela EMEF, e subscrito por várias organizações sindicais (SINDEFER, STMEFE, FECTRANS/SNTSF, SINFB e SINAFE) vai permitir o aumento salarial de 25 euros até 1 de Janeiro de 2020, um aumento de dez euros em Janeiro e uma subida do valor do índice remuneratório de entrada na carreira de operário da EMEF, de cerca de 736 euros para 796,11 euros. A conclusão deste processo negocial inseriu-se na estratégia definida pelo Governo em Junho de 2018, na qual se definiu a contratação imediata de 67 trabalhadores para a EMEF.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com