transporte marítimo

Ministro dá garantia: abastecimento marítimo às Regiões Autónomas está assegurado

Marítimo Comentários fechados em Ministro dá garantia: abastecimento marítimo às Regiões Autónomas está assegurado 264
Tempo de Leitura: 2 minutos

As recentes declarações do Ministro das Infra-estruturas e da Habitação foram saudadas pelos deputados do PS/Açores na Assembleia da República – em causa está a garantia dada pelo governante no sentido de que tudo será feito «para continuar a assegurar o abastecimento marítimo às Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira», na sequência das perturbações laborais no Porto de Lisboa.

Garantia do ministro bem recebida pelos deputados socialistas

ministro Pedro Nuno SantosSegundo adianta o jornal ‘Tribuna das Ilhas’, as declarações de Pedro Nuno Santos foram recebidas com agrado pelos deputados socialistas. Recorde-se que o ministro marcou presença, na passada Terça-feira, numa audição parlamentar da Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, onde abordou a problemática do Porto de Lisboa (tal como a Revista Cargo oportunamente noticiou) e a afectação que tal situação causa no abastecimento insular.

Em declarações sobre o tema do abastecimento de mercadorias às ilhas, João Castro referiu que «importa que o governo assegure o serviço prestado, concretamente o decorrente do trabalho portuário, seja no porto de Lisboa, seja nos restantes portos nacionais», cita o semanário ‘Tribuna das Ilhas‘. «Não é aceitável que o abastecimento de bens essenciais, pela via marítima, aos Açores e à Madeira, seja colocado em causa, quando surgem questões laborais no Porto de Lisboa ou em qualquer outro porto nacional”, acrescentou o deputado socialista.

Para João Castro, o Governo deverá seguir a mesma linha de actuação que tem vindo a praticar, não se coibindo de impor serviços mínimos ou mesmo a requisição civil, caso seja necessário. «Deverá continuar a fazê-lo, sem hesitar, sempre que tal se justifique», vincou o deputado.

Recorde-se que Pedro Nuno Santos analisou o dossier do porto lisboeta – infra-estrutural crucial no abastecimento da Madeira e Açores – durante a audição parlamentar, lembrando que as dificuldades em captar novos armadores e novas linhas marítimas se deve, em grande parte, à elevada taxa de absentismo e sucessivos pré-avisos de greve – entre 2008 e 2018, foram 123, recordou o governante.

Com ‘Tribuna das Ilhas’

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com