via electrificada Linha do Minho IP

Modernização da Linha do Minho reforçará «competitividade do transporte ferroviário»

Terrestre Comentários fechados em Modernização da Linha do Minho reforçará «competitividade do transporte ferroviário» 344
Tempo de Leitura: 2 minutos

A electrificação da extensão em falta na Linha do Minho entre Nine e Valença aumentará a competitividade no que toca ao transporte de mercadorias por via ferroviária, explicou a Infraestruturas de Portugal (IP). Recorde-se que, com a última empreitada concretizada, a Linha do Minho fica dotada com o sistema de tracção eléctrica em toda a sua extensão (134 quilómetros), entre a cidade do Porto e a fronteira com Espanha, em Valença.

A intervenção, detalhou a IP, foi dividida em duas empreitadas, a electrificação do troço Nine – Viana do Castelo, concluída em Julho de 2019, e a electrificação do troço entre Viana do Castelo e Valença – no dia 25 de Abril iniciam as circulações comerciais com tracção eléctrica. Recorde-se que os investimentos na Linha do Minho foram levados a cabo no âmbito do programa de modernização da rede ferroviária nacional ‘Ferrovia 2020’, que contou com a comparticipação dos Fundos da União Europeia, através do programa nacional Compete 2020.

Linha do Minho totalmente electrificada

Com a concretização desta última empreitada, a Linha do Minho fica dotada com o sistema de tracção eléctrica em toda a sua extensão (134 quilómetros), entre a cidade do Porto e a fronteira com Espanha, em Valença. Como principais benefícios, destacam-se «a redução do tempo de percurso em 15 minutos no trajecto entre Valença e Porto, em consequência da utilização de comboios de tracção eléctrica» e «o aumento da competitividade do transporte de mercadorias, ao permitir a circulação de comboios de mercadorias com 750 metros, e o aumento do número de circulações, passando dos actuais 15 comboios de 300 metros por dia para 20 comboios de 750 metros», detalhou a IP.

Além destes benefícios destacam-se ainda o «reforço dos níveis de segurança e fiabilidade, em resultado da instalação de um novo sistema de sinalização e telecomunicações e pela supressão e automatização de Passagens de Nível», a «melhoria das ligações transfronteiriças do Corredor Norte Sul (Porto-Vigo)» e «benefícios ambientais» por via «da redução das emissões de CO2: 323 milhares de toneladas CO2 equivalentes».

Saiba mais:

IP assinalou arranque do serviço com comboios de tracção eléctrica entre Viana e Valença

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com