A-ETPL porto de lisboa aopl

Modernização do Terminal de Alcântara é «prioridade» no desenvolvimento do Porto de Lisboa

Marítimo Comentários fechados em Modernização do Terminal de Alcântara é «prioridade» no desenvolvimento do Porto de Lisboa 343
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) referente ao projecto de modernização e aumento da eficiência operacional do Terminal de Contentores de Alcântara, levado a cabo pela empresa Proman – Centro de Estudos e Projectos, sublinha que a aposta na dinamização da infra-estrutura concessionada à Yilport é tida como uma «prioridade» para o «desenvolvimento do Porto de Lisboa».

«À luz das previsões de crescimento actuais, o projecto de modernização e aumento da eficiência operacional do Terminal de Contentores de Alcântara é considerado uma prioridade no plano de desenvolvimento do Porto de Lisboa, sendo determinante garantir a melhoria do nível de serviço actual e, consequentemente, a sua competitividade», constata o relatório, salientando que o terminal «é o único no porto de Lisboa com calado e capacidade para receber os navios porta-contentores utilizados nas grandes rotas oceânicas» que interligam os diferentes continentes.

O relatório da Proman – Centro de Estudos e Projectos chama ainda a atenção para o hinterland: «No seu hinterland de proximidade concentra-se cerca de 40% do PIB nacional e vive mais de 35% da população do país. Por outro lado, são de salientar as oportunidades de consolidação e expansão deste hinterland para outras regiões geográficas, nomeadamente a Península Ibérica», pode ler-se no documento. Neste contexto, releva, uma forte conectividade logística e uma elevada fluidez operacional podem ser trunfos vitais para a competitividade das empresas.

«Para as empresas exportadoras e importadoras localizadas no hinterland de um porto, a existência de ligação marítima directa a mercados situados em diferentes continentes, dispensando transbordos em terceiros portos, permite a realização de significativas economias de custos logísticos e consequente incremento de competitividade», diz o EIA. O documento realça também, «no que se refere aos dois outros aspectos acima enunciados, o projecto de investimento foi desenvolvido por forma a minimizar os impactes ambientais resultantes das actividades a realizar».

Fonte: Jornal Económico

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com