msc

MSC lança solução de conhecimento de embarque electrónico com recurso ao ‘Blockchain’

MarítimoComentários fechados em MSC lança solução de conhecimento de embarque electrónico com recurso ao ‘Blockchain’363
Tempo de Leitura: 2 minutos

O trabalho vinha sendo preparado e testado, no terreno, desde 2019 – agora, tornou-se realidade: a MSC, uma das líderes de mercado no sector do transporte marítimo contentorizado, lançou a sua Bill of Lading electrónica, disponível para todos os clientes do armador, sem barreiras geográficas.

MSC aposta na desmaterialização do conhecimento de embarque

O conhecimento de embarque marítimo electrónico (eBL) da MSC opera com recurso a uma plataforma de blockchain, a Blockchain WAVE BL. Em declarações prestadas por Andre Simha, Global Chief Digital & Information Officer da transportadora marítima, justificou o facto de a escolha ter recaído sobre esta solução uma vez que é a «única» que «replica os processos tradicionais, baseados no papel, com que as indústrias da carga e do transporte marítimo estão familiarizadas». Este é mais um passo de gigante para inverter a tradição de um sector fortemente habituado ao papel.

«Tradicionalmente, a indústria do Shipping sempre dependeu bastante da documentação física. E, entre estes, a BL é o mais importante documento de transporte no comércio internacional. Ainda que tenha havido tentativas de criar uma solução de eBL no passado, estamos agora em posição de lançar uma solução que pode desbravar o caminho para a adopção em massa da eBL, o que resultará em poupanças significativas para a indústria», argumentou Andre Simha. Esta solução da MSC consolida, ainda, a tecnologia digital blockchain no âmago do Shipping do presente.

MSC eBL

Recorde-se que, neste contexto de digitalização do conhecimento de embarque marítimo, também o armador oriental Ocean Network Express (ONE) se mostrou, em 2020, pronto para abraçar esta solução, rumo a uma maior desmaterialização e eficiência de procedimentos. A transportadora (que resultou de uma sinergia entre três armadores nipónicos) juntou-se à empresa essDOCS, referência na desmaterialização dos processos comerciais, para apostar nas virtudes do e-bill of lading. A corrida não é recente: em 2017, já a israelita ZIM explorava este trilho.

Saiba mais sobre as potencialidades das e-bill of lading:

Conhecimentos de embarque digital: adesão de 50% pode poupar ao Shipping 4 mil milhões

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com