Nipónica ONE atingirá os 600 milhões de perdas no fim do primeiro ano de operação

Marítimo Comentários fechados em Nipónica ONE atingirá os 600 milhões de perdas no fim do primeiro ano de operação 356
Tempo de Leitura: 1 minutos

A aliança nipónica ONE não terá vida fácil no fecho de contas do actual exercício: no seu primeiro ano de operação, a joint venture oriental deverá registar perdas de 600 milhões de dólares e volumes bem menores que o esperado inicialmente. A razão? Problemas na integração dos seus sistemas de TI e elevados custos com o combustível.

A informação foi avançada ontem através de uma declaração conjunta dos três accionistas da joint venture: a NYK Lines, a K Lines e a MOL. No documento, fica patente a previsão negativa de 600 milhões de dólares para o fim de Março de 2019, resultado que contrastará (e muito) com os 100 milhões de dólares positivos (após impostos) do último exercício.

Problemas de TI e custos do bunkering ceifam lucros da ONE

Explicou a joint venture que os resultados são afectados pelo «impacto de problemas iniciais imediatamente após o início dos serviços em Abril deste ano». Para fazer frente aos obstáculos iniciais, «a ONE buscou recuperar o terreno perdido durante a alta temporada de Julho a Setembro», mas o «impacto negativo permaneceu» nas rotas Ásia-América do Norte e Intra-Ásia, justificou a empresa. A afectar seriamente os resultados estão também os aumentos de custos relacionados com o bunkering.

«As operações de recepção de reservas e documentação foram atrasadas porque o staff não estava completamente familiarizado com o sistema de TI recém-introduzido e com falta de pessoal. Isso causou um inconveniente significativo para os clientes», explicou a ONE.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com