ferrovia IP ligação

Normandia quer construir terminal em Cherbourg e apostar numa «divisão modal equilibrada»

Marítimo, Terrestre Comentários fechados em Normandia quer construir terminal em Cherbourg e apostar numa «divisão modal equilibrada» 288
Tempo de Leitura: 2 minutos

A autoridade portuária da Normandia desejam construir um terminal de transporte combinado no Porto de Cherbourg, a fim de aumentar, dada a sua localização geoestratégica, a sua importância como porto de conexão entre países. Com o Brexit à vista, a entidade portuária francesa pretende ganhar maior destaque na facilitação do tráfego de viaturas entre França e o Reino Unido, adianta o portal ‘RailFreight‘.

Com o novo terminal, Cherbourg ambiciona transferir o tráfego de viaturas (destinado a França e aos países vizinhos) para o transporte ferroviário. A entidade Portos da Normandia encontra-se a incitar ao envio de propostas por banda das empresas potencialmente interessados no projecto. A entidade quer edificar um terminal que possa lidar com todos os tipos de viaturas e um sistema ferroviário que permita o transporte dessas mesmas viaturas para a rede ferroviária nacional. O prazo limite para envio das propostas é 13 de Janeiro de 2020.

Os portos da Normandia encaram a adição de um terminal ferroviário projectado capaz de transportar reboques para qualquer parte de França e até aos países vizinhos. «O sistema ferroviário precisa de ser capaz de transportar todos os tipos de reboques, incluindo semi-reboques com uma altura de 4 metros, e estar operacional em dois anos», denotou a autoridade portuária.

De assinalar que o Porto de Cherbourg tem no tráfego pelo Canal da Mancha (de e para o Reino Unido e Irlanda) uma essencial parte do seu core business. O movimento de carga entre o Reino Unido ou a Irlanda e a França tem estado em constante crescimento e é caracterizado pelo tráfego roll-on, roll-off, no qual os camiões ‘rolam da estrada para o navio’ para optimizar a eficiência das operações. Com a aposta neste terminal, dar-se-á uma mudança na tipologia da operação: a passagem das viaturas para o navio passará a ser feita pela ferrovia.

«O terminal criaria oportunidades para um desenvolvimento cross-channel mais consolidado, que exploraria a capacidade portuária de Cherbourg. Isso é especialmente relevante no contexto de um Brexit, quando as verificações alfandegárias adicionais criarão paragens adicionais no porto. A mudança do tráfego Ro-Ro para o ferroviário também ajudaria a reduzir a poluição do ar, aliviar o congestionamento nas estradas e melhorar a segurança rodoviária. O objectivo é ter uma divisão modal mais equilibrada», explicou a autoridade portuária.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com