DB Cargo

Nova greve ferroviária na Alemanha coloca carregadores europeus sob tensão

Terrestre Comentários fechados em Nova greve ferroviária na Alemanha coloca carregadores europeus sob tensão 236
Tempo de Leitura: 2 minutos

Uma nova greve ferroviária na Alemanha está a acentuar os problemas dos carregadores europeus, gerando tensões e crescentes preocupações na cadeia de abastecimento, passíveis de conduzirem a uma desaceleração das linhas de produção das empresas.

Segundo apurou o portal ‘The Loadstar’, são crescentes as preocupações logísticas face à nova greve – de quatro dias – convocada pelos membros do Sindicato dos Motoristas Ferroviários da Alemanha, atingindo os serviços de carga e passageiros da companhia Deutsche Bahn (DB).

Segunda greve ferroviária durará quatro dias

DB Cargo UKA greve arrancou no passado Sábado (dia 21 de Agosto), e, na sequência da mesma, a operadora ferroviária alertou os seus clientes, no sentido de antecipar, apenas, 25% da capacidade normal, mas garantindo aos mesmos que as cargas continuar-se-iam a mover. «Após a primeira greve, a DB Cargo trabalhou em tempo recorde para resolver a acumulação de carga nos pátios de triagem», salientou a empresa, citada recentemente pela publicação ‘The Loadstar‘.

Agora, garante a empresa, estão criadas as condições «para manter os comboios a funcionar nos próximos dias» perante a adversidade da greve ferroviária. A DB irá cooperar com outras operadoras ferroviárias para garantir que os comboios que transportam mercadorias essenciais «possam ser despachados rapidamente para atender aos pedidos dos clientes». A segunda greve surge uma semana após a primeira acção sindical de paralisação, que resultou na suspensão de cerca de 300 comboios de carga na Alemanha e um impacto directo consequente, sentido em todo o continente europeu.

Sindicato elencou reivindicações

«Os nossos objectivos são simples, compreensíveis e justificados: aumento de 3,2% na renda no modelo do serviço público e protecção da previdência ocupacional», declarou Claus Weselsky, porta-voz do Sindicato dos Motoristas Ferroviários da Alemanha. «Pedimos também um prémio Coronavírus de 600 euros, a melhoria do horário de trabalho, bem como acordos colectivos para toda a infra-estrutura, rede, posto, serviço e oficinas», disse.

Fonte: The Loadstar

 

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com