camiões antram ancp

Fabricantes de camiões pedem que UE decida rápido os limites de CO2 em 2025 e 2030

Terrestre Comentários fechados em Fabricantes de camiões pedem que UE decida rápido os limites de CO2 em 2025 e 2030 287
Tempo de Leitura: 3 minutos

Os principais fabricantes de camiões da Europa instam os países-membros da UE que ajam rapidamente no que diz respeito à legislação que fixa os primeiros padrões de CO2 da região para veículos pesados.



Relembre-se que, em maio, a Comissão Europeia propôs metas de CO2 para camiões para os anos 2025 e 2030, com uma revisão intercalar em 2022. Esta proposta está agora nas mãos do Parlamento Europeu e do Conselho, que reúne os 28 estados membros.

ACEA quer uma decisão rápida

«Uma vez que o Parlamento Europeu termina o seu mandato no próximo ano, instamos os eurodeputados e os ministros a chegarem rapidamente a uma decisão política sobre uma solução razoável que possa ser implementada atempadamente. Caso contrário, corremos o risco de grandes atrasos na introdução das novas metas de CO2, em detrimento do meio ambiente, bem como a viabilidade da legislação», afirmou Joachim Drees, CEO da MAN Truck & Bus e Chairman no Commercial Vehicle Board da European Automobile Manufacturers’ Association (ACEA).

A ACEA demonstra apoio à abordagem em duas etapas proposta para esta nova legislação. Tendo em conta o estado do mercado de camiões e a tecnologia actual, a indústria acredita que uma redução de 7% de CO2 até 2025 e 16% até 2030 é ambiciosa, mas realista. A ACEA também concorda com a necessidade de uma revisão intercalar em 2022. «No entanto, com base nesta revisão, deve ser possível ajustar a meta de 2030 para cima ou para baixo, a fim de reflectir as realidades do mercado de camiões naquele momento», defende a associação.

Para a ACEA, a revisão deve, por exemplo, ter em conta a disponibilidade de infra-estruturas de reabastecimento e de carregamento para camiões com motores alternativos – incluindo ao longo de auto-estradas – bem como a aceitação pelo mercado de tais veículos, defende a associação que aqui, os desafios são extremamente diferentes do que para os carros de passageiros, especialmente quando se trata de transporte de longa distância.

Camiões de 2025 já estão em fase de desenvolvimento agora

Devido a seus longos ciclos, os camiões que estarão disponíveis em 2025, estão já, nesta altura em fase de desenvolvimento. Para atender a qualquer meta de 2025 CO2, os fabricantes terão, portanto, que adequar novas tecnologias aos camiões que já se encontram em desenvolvimento, mesmo que isso não tenha sido planeado originalmente. «Do ponto de vista industrial, este é um grande desafio», explica Joachim Drees, «Apesar disso, continuamos com o objectivo de introduzir metas realistas em 2025».

A concluir, o responsável da MAN deixou o apelo aos «formuladores de políticas que não apenas actuem rapidamente, mas também que garantam uma legislação robusta e razoável – com metas de CO2 projectadas adequadamente que levem em conta a complexidade do mercado de camiões».

Os futuros padrões de CO2 para camiões estarão em discussão no próximo dia 9 de Outubro por parte dos ministros do Ambiente da União Europeia. As principais votações do Parlamento Europeu sobre este dossier terão lugar também no próximo mês.



Author

Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com