APS Janela Única Porto de Sines

Nuno Mascarenhas: Sines é «verdadeiro ecossistema» com «papel estratégico no país»

Marítimo Comentários fechados em Nuno Mascarenhas: Sines é «verdadeiro ecossistema» com «papel estratégico no país» 333
Tempo de Leitura: 3 minutos

Nuno Mascarenhas, presidente da Câmara Municipal de Sines, foi um dos oradores de destaque do evento’‘Imagine Sines: Sustentabilidade e inovação conectando o futuro‘, ocorrida neste dia 18 de Junho. O autarca enfatizou o crescimento da região em termos sócio-económicos, muito à boleia da gradual evolução da infra-estrutura portuária. Agora, a região, que tem um «papel estratégico para o país», vive um «período de enorme transformação», inigualável em mais de cinco décadas. Um novo ciclo se inicia.

«Não podemos imaginar Sines sem porto» ou sem «papel estratégico no País»

Nuno Mascarenhas Sines«A decisão de construir em Sines um porto de água profundas e um complexo industrial muito vocacionado para a indústria energética e para a indústria petroquímica, teve um impacto enorme em Sines e na região: na década 1971-1981 a população de Sines tem um crescimento de 60%, passando para cerca de 12 mil habitantes. Hoje, totaliza cerca 14.000 habitantes», introduziu Nuno Mascarenhas. «Importa recordar a história, porque estes 50 anos são um período de enorme transformação em Sines, com impactos muito marcantes em toda a região», vincou.

Realçando a «grande pendularidade no Alentejo Litoral, com Sines a ser «o principal pólo de atracção», o autarca frisou que «foi a partir de 1971, com a criação do Gabinete da Área de Sines, que se inicia este período de prosperidade no concelho». Hoje em dia, o peso e a importância de Sines na economia do país é inegável – o porto alentejano lidera os volumes de carga movimentados (de forma crónica) e detém um dos terminais de contentores mais dinâmicos da Europa: o Terminal XXI. «Não podemos imaginar hoje Sines sem porto, sem indústria, sem um papel estratégico no País, na Península Ibérica, na Europa, nas rotas do comércio mundial e, agora, na geografia da transmissão de dados», atirou.

Nuno Mascarenhas: transição energética e digitalização entre os desafios futuros

porto de Sines gnl«Costumamos falar do ecossistema de Sines porque Sines não é apenas o produto do coeficiente de localização. Sines é um verdadeiro ecossistema, composto por organismos, entidades e organizações, com vida e dinâmicas próprias, que compõem um ambiente envolvente, complexo, e estabelecem ligações de reciprocidade e reticulares entre si», prosseguiu Nuno Mascarenhas. Cinquenta anos depois, abre-se, no horizonte, uma nova fase de transformação». Cinco décadas depois, «estamos a encerrar um ciclo do desenvolvimento de Sines e estamos a encetar outro», salientou o autarca.

O autarca elegeu a «transição energética e economia circular; inovação e digitalização; cadeias logísticas globais» como os «três temas de enorme actualidade» e que sob os quais se construirá o futuro. «Eu não tenho nenhuma dúvida de que o futuro começa aqui, começa agora. O futuro está a começar em Sines», declarou ainda o autarca.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com