aeroporto do montijo

Obras do Aeroporto do Montijo com arranque em 2020? «É difícil», admite o ministro

Aéreo Comentários fechados em Obras do Aeroporto do Montijo com arranque em 2020? «É difícil», admite o ministro 356
Tempo de Leitura: 2 minutos

Pedro Nuno Santos, líder da pasta das Infraestruturas e da Habitação, considerou ser «difícil» o arranque dos trabalhos do projecto referente ao Aeroporto do Montijo ainda em 2020, ressalvando, ainda assim, que o país não deve prescindir de aumentar a capacidade aeroportuária em Lisboa.

Obras do Aeroporto do Montijo não devem arrancar em 2020

«Parece-me difícil. Agora, que Portugal não pode prescindir de aumentar a sua capacidade aeroportuária na região de Lisboa, não pode. Isso é evidente», declarou o governante, em entrevista à TSF e ao Dinheiro Vivo. «Nós estamos a passar por uma situação muito particular, mas que não vai durar para sempre, e no dia em que nós voltarmos a ter procura, temos que ter capacidade de resposta, que nós já não tínhamos», salientou.

ministro Pedro Nuno SantosPedro Nuno Santos lembrou que se não fosse a pandemia de covid-19, Portugal estaria, neste momento, a recusar «milhares de voos para Lisboa» e, consequentemente, a perder muito dinheiro. Neste contexto, sublinhou, Portugal «não se pode dar ao luxo» de não levar a cabo este investimento, vincou o ministro das Infra-estruturas, vincando que o processo tem que ser retomado «o mais rápido possível».

Há uma semana, o presidente da Comissão Executiva da ANA defendeu, no parlamento, que a crise potenciada pela pandemia de Covid-19, que paralisou o sector da aviação, «não retira qualquer relevância» ao aeroporto do Montijo, no distrito de Setúbal. «O projecto entrou agora numa fase de execução. A crise mundial […] não retira qualquer relevância ao aeroporto do Montijo”, disse Thierry Ligonnière, durante uma audição parlamentar na comissão de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território.

Na sua intervenção inicial, Thierry  Ligonnière assegurou que, no presente ano, o aeroporto Humberto Delgado já não tinha possibilidade de gerar efeitos positivos para a economia nacional e, consequentemente, criar emprego. Assim, nesta panorama actual, «torna-se ainda mais importante para mitigar os efeitos económicos de uma crise que se perspectiva muito grave», vincou o responsável.

Com TSF, Dinheiro Vivo e Observador

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com