ONE Ocean Network Express

Aliança ONE também decide impor sobretaxas sobre o custo do ‘bunkering’

Marítimo Comentários fechados em Aliança ONE também decide impor sobretaxas sobre o custo do ‘bunkering’ 874
Tempo de Leitura: 2 minutos

Os galopantes preços do combustível não páram de fazer mossa: depois das três líderes mundiais terem aderido à recente moda da aplicação de sobretaxas sobre o bunkering, é agora a vez da aliança ONE (que agrega as transportadoras NYK Line, K Line e MOL) dar o mesmo passo, adensando a onda de críticas encabeçada pelo Fórum Global de Carregadores, um assunto ontem escalpelizado pela Revista Cargo.



ONE diz ter sido «forçada a responder» com Bunker cost Recovery Surcharge

Com esta decisão, a ONE copia a decisão do chamado Big Three (Maersk Line, MSC e CMA CGM) e aplica sobretaxas de emergência, fazendo assim reflectir o aumento dos custos com o bunkering na factura dos carregadores, uma decisão bastante criticada por Chris Welsh, Secretário-Geral do Fórum Global de Carregadores. A imposição da chamada Bunker cost Recovery Surcharge poderá ir dos 20 aos 60 dólares por TEU, a partir do dia 1 de Julho.

«A ONE deparou-se com significativa inflação dos custos do combustível nos últimos meses. Os preços das bancas aumentaram em mais de 25% durante 2018 e deverão aumentar ainda mais», comunicou a aliança nipónica. «Esse aumento sustentado afectou muito a nossa base de custos», explicou-se a ONE aos clientes, admitindo que a situação «atingiu agora o ponto em que a ONE é forçada a responder, ajustando a abordagem aos preços relacionados com o bunkering».

Sobretaxas já incidem sobre 52,1% da capacidade de carga do sector

No comunicado, ao qual a Revista Cargo acedeu, a ONE declarou que irá aplicar sobretaxas «em todas as rotas comerciais», excepto para as cargas da China continental, optando, ao contrário da Maersk Line, MSC e CMA CGM, por estabelecer taxas variáveis para as diferentes rotas comerciais e excluindo os clientes que já haviam acertado mecanismos flutuantes de BAF (Bunker Adjustment Factor) nos seus contratos.

Com a imposição de sobretaxas sobre o bunkering por parte da ONE, esta penalização que traz maior peso à factura final do cliente já abrange 52,1% da capacidade de transporte no sector do transporte marítimo contentorizado, de acordo com as estatísticas da Alphaliner.



Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com