ferrovia intermodalidade ferroviária

Ordem dos Engenheiros «disponível» para «participação efectiva» no ‘dossier’ da ferrovia

Terrestre Sem comentários em Ordem dos Engenheiros «disponível» para «participação efectiva» no ‘dossier’ da ferrovia 477

Na sequência da divulgação de um manifesto contra a possibilidade de Portugal se tornar numa «ilha ferroviária», a Ordem dos Engenheiros emitiu, no passado dia 4 de Agosto, um comunicado, mostrando-se preparada e «disponível» para «acompanhar e aprofundar a discussão sobre esta problemática do isolamento português em termos infra-estruturais, tema, realça o organismo, «tão relevante para o futuro e para o desenvolvimento social e económico de Portugal e da vida dos portugueses».

Ordem dos Engenheiros: «efectiva participação» é essencial para o debate

Admitindo que o assunto tem «tem sido objecto de idêntica preocupação e debate» interno, a Ordem dos Engenheiros reagiu com abertura e total disponibilidade à iniciativa levada a cabo por um grupo de empresários, gestores e investigadores preocupados com o progressivo isolamento ferroviário de Portugal, plasmada no documento intitulado ‘Portugal, uma ilha ferroviária da União Europeia’, entregue ao Presidente da República.

Reconhecendo o papel essencial do domínio da Engenharia e a utilidade da «efectiva participação dos engenheiros portugueses e dos seus conhecimentos» neste tema sensível que afecta o futuro do país no que ao desenvolvimento infra-estrutural e sócio-económico diz respeito, afirmou a Ordem dos Engenheiros estar «disponível para prestar o aconselhamento técnico e científico a todas as entidades, públicas e privadas, envolvidas nesta matéria, dentro daquilo que são as suas competências e atribuições estatutárias, reconhecidas, e bem, pelo Estado português».

Contributo «acrescentará valor aos objectivos»

Para o organismo, «o potencial contributo da Ordem poderá acrescentar valor aos objectivos que os decisores políticos entenderem alocar a esta discussão, porquanto a Ordem é, efectivamente, detentora de conhecimento privilegiado nestas áreas». Recorde-se que o manifesto, promovido pelo empresário Henrique Neto e pelo investigador Eugénio Sequeira, critica o «abandono a que foram votados os caminhos-de-ferro portugueses» e alerta para o facto de, do lado espanhol, estarem já em progresso as mudanças estruturais ao nível da bitola, da ibérica para a europeia.

Leave a comment

Back to Top

Powered by MAEIL
Partilhar
Partilhar