yilport terminal liscont

Pandemia causou inevitável «quebra» na tonelagem de carga movimentada, explicou Diogo Marecos

MarítimoComentários fechados em Pandemia causou inevitável «quebra» na tonelagem de carga movimentada, explicou Diogo Marecos450
Tempo de Leitura: 2 minutos

Uma reportagem do ‘Diário de Notícias’ abordou a importância central dos portos nas cadeias de abastecimento nacionais – o encalhamento do ‘Ever Given’ no Canal do Suez veio expor ainda mais o quão cruciais são estes nós logísticos na manutenção de um equilíbrio sócio-económico fundamental para o funcionamento da sociedade. Ao diário, Diogo Marecos, administrador da Yilport, falou sobre as quebras causadas pela pandemia.

Pandemia mexeu com o universo portuário

«Na Liscont sentimos uma quebra quer no número de navios quer na tonelagem da carga movimentada», comentou Diogo Marecos, administrador da concessionária do terminal de contentores de Alcântara, ao abordar a problemática da pandemia na fluidez das operações portuárias. O Porto de Lisboa, como qualquer outro importante elo logístico, foi afectado pela chegada do novo coronavírus – nas cargas mas também nos cruzeiros.

Diogo Marecos lembrou que o comércio marítimo é preponderante no mundo de hoje. Actualmente, sublinhou, «80% do comércio global em volume e mais de 70% do seu valor é realizado a bordo de navios». E não se estamos a falar somente de bens alimentares, mas sim de qualquer tipologia: vestuário, electrodomésticos, mobiliário e até às máscaras de protecção contra a COVID-19, tudo isto segue em contentores a bordo de navios.

Assimetrias e descoordenações logísticas a nível global

A chegada da pandemia bloqueou cadeias de produção e travou a normal distribuição de bens, em termos globais, desencadeando também várias graves assimetrias no comércio internacional (como a escassez de contentores vazios, que tem levado, ainda nos dias de hoje, ao aumento dos fretes). Actualmente, as repercussões da pandemia insistem em fazer-se sentir no âmago do Shipping contentorizado.

O encalhamento do porta-contentores ‘Ever Given’ (esteve encalhado na passagem marítima durante uma semana) veio apenas acentuar esta problemática da escassez de contentores vazios para exportação e importação. O incidente, explicaram já as líderes de mercado MSC e Maersk Line, terá repercussões durante os próximos meses, podendo elevar os índices de congestionamento nos portos.

Fonte: Diário de Notícias

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com