Pedro Nuno Santos: ferrovia portuguesa necessita de ciclo de investimento «longo»

Terrestre Comentários fechados em Pedro Nuno Santos: ferrovia portuguesa necessita de ciclo de investimento «longo» 282
Tempo de Leitura: 2 minutos

Em um artigo de opinião, publicado no site oficial da ADFERSIT, o Ministro das Infra-estruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, abordou os problemas estruturais da ferrovia portuguesa e, em simultâneo, encarou o futuro com optimismo, assim o país aposte num «ciclo de investimento» longo, de modo a compensar o tempo perdido durante vários anos de desinvestimento ferroviário.

Ferrovia tem o condão de aproximar territórios

Para o governante, o transporte ferroviário pode, «encolher o país, aproximando territórios» – mas, para cumprir tal desígnio, necessita do «investimento certo de modernização na linha e no material circulante», frisou. Além de ser «eficiente» e «ecológico» e até reduzir a «dependência externa» de Portugal, o transporte ferroviário tem o trunfo de poder reforçar «laços que fazem de nós uma mesma comunidade».

Para que a revitalização ferroviária aconteça em Portugal, há que contrapor, a décadas de desinvestimento, um reforçado e persistente investimento: «Como o ciclo de desinvestimento foi longo, o ciclo de investimento também terá de o ser», escreve Pedro Nuno Santos. Este investimento não se pode limitar à requalificação e modernização da rede: deve ser, também «um investimento de transformação», salienta.

Só assim Portugal poderá, na visão do ministro, «melhorar significativamente a mobilidade entre as áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto; reforçar a coesão territorial, procurando levar a ferrovia a todas as capitais de distrito; e intensificar a integração da economia ibérica, através do reforço de ligações ferroviárias transfronteiriças, seja no plano do transporte de passageiros, seja no das mercadorias».

ADFERSIT terá papel «fundamental» na revitalização da ferrovia

A empreitada (de estudo, análise e definição das prioridades estruturais de um projecto de investimento global na ferrovia) adivinha-se árdua e morosa, mas, com « a expertise técnica colectiva e o voluntarismo da ADFERSIT», tudo poderá ficar mais fácil, frisa o governante, para o qual a associação «terá certamente um papel fundamental a desempenhar» nesta batalha.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com