Porto de Lisboa vinca «recuperação gradual» com 178 mil TEU movimentados até Junho

Marítimo Comentários fechados em Porto de Lisboa vinca «recuperação gradual» com 178 mil TEU movimentados até Junho 348
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Porto de Lisboa continua a navegar a rota da revitalização operacional, assim confirmando as perspectivas de José Castel-Branco (administrador da APL) e de Diogo Vaz Marecos (administrador Yilport Iberia). Entre Janeiro e Junho, a plataforma portuária movimentou 178 mil TEU.

Através de uma nota disseminada recentemente nas redes sociais, o porto lisboeta assinalou a solidez da «recuperação gradual da sua actividade», nomeadamente no que diz respeito à carga contentorizada, realçando que, nos primeiros seis meses do presente ano, foram movimentados mais de 178.000 TEU, um registo que corresponde a um aumento de +34% face ao período homólogo do ano transacto.

Recorde-se que o Porto de Lisboa movimentou, no primeiro semestre de 2021 – segundo dados compilados pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes – mais de 4.820 milhões de toneladas na soma de todos os segmentos de carga, fixando, assim, um crescimento de +15,7% face ao período homólogo de 2020, com 4 166 963 toneladas movimentadas. O crescimento denotado nos contentores foi ainda mais assinalável em Junho.

Olhando para a totalidade do semestre, denota-se um salto sólido, dos 132 mil TEU movimentados no mesmo período de 2020, para os 178 mil entre Janeiro e Junho de 2021. Os dados vão ao encontro das perspectivas partilhadas por duas figuras importantes do ecossistema portuário lisboeta: José Castel-Branco, administrador da APL, e Diogo Vaz Marecos, administrador da Yilport, operadora que detém forte presença no porto da capital.

«Penso que podemos todos dizer, após 30 anos de incertezas, que desde 2020, o Porto de Lisboa está a trabalhar. E não está a trabalhar há um mês, está a trabalhar há mais de um ano. Conseguimos, com muito esforço, contratar novas pessoas, dar-lhes formação (falamos de operadores de máquinas). Tais formações são importantes para que possamos dar segurança aos nossos clientes e às nossas pessoas», comentou, em Junho, Diogo Vaz Marecos, descrevendo a nova fase que o porto atravessa. Continuamos a ter cargas, a servir o hinterland e a servir a cidade», vincou.

Saiba mais sobre a recente evolução do Porto de Lisboa:

José Castel-Branco (APL) em discurso directo: O futuro do Porto de Lisboa em análise

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com