Porto de Leixões novo terminal

Porto de pesca «não será demolido», diz a nova proposta de terminal de contentores de Leixões

Marítimo Comentários fechados em Porto de pesca «não será demolido», diz a nova proposta de terminal de contentores de Leixões 391
Tempo de Leitura: 1 minutos

A APDL revelou, no passado dia de 27 de Janeiro, que tem concluído, para submeter à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) do novo terminal de contentores de Leixões, que mantém o porto de pesca na actual localização.

Em resposta às questões da agência Lusa, a administração portuária afiançou que «não será demolido o porto de pesca», mas sim «reconfigurado e dotado de melhoradas instalações», na localização onde actualmente se encontra e para onde esteve previsto o novo terminal de contentores, acrescentando que o EIA do equipamento «está concluído e será submetido à APA».

A APDL detalhou que «o porto de pesca será reconfigurado e dotado de novas e melhoradas instalações, nomeadamente, novo entreposto frigorífico, nova fábrica de gelo e novo centro de formação». A isto junta-se, vinca a administração liderada por Guilhermina Rego, a «remodelação das linhas de acostagem, novo posto de combustível e novos meios de auxilio às operações com as embarcações».

Fonte da administração da APDL assegurou à Lusa que tudo isto será levado a cabo na localização actual do porto. Em comunicado, a APDL esclareceu ainda que «o estudo prévio e o EIA do Novo Terminal está concluído e será hoje mesmo submetido na plataforma da APA, seguindo os trâmites legais para obtenção da Declaração de Impacto Ambiental».

A construção do terminal de contentores era, em 2018, justificada com o esgotamento da capacidade tráfego no Porto de Leixões e a «tendência de aumento da dimensão dos navios de contentores», recorda a RTP.

Com RTP e Lusa

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com