Porto de Ponta Delgada

Porto de Ponta Delgada apetrecha-se para o futuro com investimento de 46 milhões de euros

MarítimoComentários fechados em Porto de Ponta Delgada apetrecha-se para o futuro com investimento de 46 milhões de euros568
Tempo de Leitura: 3 minutos

O presidente do Governo visitou, no passado dia 27 de Maio, as obras de requalificação e reabilitação do Porto de Ponta Delgada – o projecto em andamento é fruto de um investimento de 46 milhões de euros, visando incrementar em 68% a capacidade do parque de contentores e a operação de três navios em simultâneo na área intervencionada. Um projecto «de futuro», caracterizou o líder do Executivo regional, Vasco Cordeiro.

Porto de Ponta Delgada reforça-se com operacionalidade virada «para o futuro»

O investimento de cerca de 46 milhões de euros terá comparticipação de fundos comunitários de cerca de 32 milhões de euros. «No fundo, estamos a falar de futuro, de dotar este porto com a capacidade e com as condições de operacionalidade para o futuro», declarou Vasco Cordeiro, citado pelo órgão de comunicação açoriano Rádio Atlântida. O governante revelou que o Porto de Ponta Delgada foi alvo, nos últimos 6 anos, de um forte investimento 100 milhões de euros, seja em as obras de reconstrução (danos provocados por temporais) seja em reforço da capacidade operacional.

A obra em questão teve início em Maio e é comparticipada pelo programa COMPETE 2020, que, no contexto dos fundos europeus ao dispor da Região, tem co-financiado um conjunto alargado de intervenções que estão a em curso nas ilhas do Corvo, das Flores, do Faial, do Pico, de São Jorge e da Terceira. «É importante que se registe que esse montante global de investimento, que permite estas obras, só é possível porque, da parte do actual Governo da República, houve a decisão de reforço dos fundos comunitários alocados à Região para este tipo de obras, num montante muito significativo e que quase duplicou o valor de fundos comunitários» para tal fim, salientou Vasco Cordeiro.

Porto passará a poder ter 3 porta-contentores ‘em linha’ em simultâneo

As obras de beneficiação do Porto de Ponta Delgada visam o acréscimo do terrapleno assim possibilitando a criação de uma nova frente cais, que aumentará, em cerca de 9.500 m2, a área para parque de contentores. A ordem de trabalhos prevê também a demolição do edifício conhecido como ‘Alfândega’ e a reconfiguração desta área em parque de contentores, que passará a dispor de cerca de 17.000 m2. Finalizados estes trabalhos, o porto poderá ter a operar, ao mesmo tempo, três navios de contentores, em linha e no mesmo terrapleno, sinónimo de maior eficiência.

Como explica a Rádio Atlântida, além das obras de requalificação, vários portos da Região estão a ser também alvo de investimentos de requalificação dos estragos do furacão Lorenzo, nomeadamente nas ilhas de Santa Maria, São Miguel, Terceira, Pico, Faial, São Jorge, Flores e Corvo. No caso da ilha das Flores, está já em andamento a obra de protecção de emergência; todos os restantes investimentos estão em fase de concretização, de projecto, de ensaios em modelo reduzido ou de lançamento dos procedimentos necessários, frisou o líder do Executivo regional.

Tal como a Revista Cargo oportunamente noticiou, o furacão Lorenzo semeou a destruição pelos Açores em Outubro passado, afectando várias infra-estruturas portuárias – nomeadamente o Porto das Lajes das Flores (um caso acompanhado pela nossa publicação a par e passo). Os estragos, avaliados em mais de 300 milhões de euros, contariam com um apoio de 85% por banda do Governo da República.

Fonte: Gacs e Rádio Atlântida

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com