Porto de Roterdão

Porto de Roterdão com grande domínio no tráfego de mercadorias na Europa

MarítimoComentários fechados em Porto de Roterdão com grande domínio no tráfego de mercadorias na Europa2844
Tempo de Leitura: 2 minutos

O famigerado Porto de Roterdão voltou a deixar patente o seu domínio, voltando a granjear a condição de líder entre os portos europeus no que aos principais tráfegos de mercadorias diz respeito. Os dados comparativos (que analisam o as performances de vários portos concorrentes durante 2016) compilados pela administração portuária do porto neerlandês atestam o seu domínio transversal, mas é no segmento dos granéis líquidos que a sua superioridade se torna não menos que abissal.

O dobro de Antuérpia e o triplo de Hamburgo

Como indicam os dados tratados pela administração portuária, o Porto de Roterdão movimentou 461,2 milhões de toneladas de mercadorias durante 2016, dobrando o registo anual alcançado pelo porto belga de Antuérpia (214,1 milhões de toneladas movimentadas, o segundo melhor resultado europeu) e triplicando o alcançado pelo porto alemão de Hamburgo (138,2 milhões de toneladas movimentadas, sendo o terceiro melhor registo europeu). Os dados relevam ainda o facto de mais de metade do tráfego em Roterdão estar directamente ligado ao segmento dos granéis líquidos.

Domínio avassalador nos granéis líquidos

Durante 2016, o porto referência da Holanda e do continente europeu movimentou 223,5 milhões de toneladas no segmento de granéis líquidos, ao passo que o Porto de Antuérpia manipulou 69,2 milhões de toneladas; o terceiro lugar deste ranking foi arrebatado por outro porto holandês, o de Amesterdão (com 45,6 milhões de toneladas movimentadas em 2016). Apesar de grande vantagem demonstrada neste segmento, o Porto de Roterdão também alcançou lideranças distanciadas nos granéis sólidos, na carga contentorizada e também no ‘ro-ro’.

No que toca aos granéis sólidos, o Porto de Roterdão perfez 82,3 milhões de toneladas durante o ano transacto, deixando distante o porto de Amesterdão (42,7 milhões de toneladas movimentadas). No contexto da carga não-contentorizada e do ‘ro-ro’, a liderança é também sólida: Roterdão movimentou 28,3 milhões de toneladas, batendo o Porto de Dunquerque, segundo classificado neste ranking (com 17,2 milhões de toneladas). Nos contentores, Roterdão atingiu os 127,1 milhões de toneladas, seguido de perto por Amberes (117,9 milhões de toneladas).

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com