dragagens Porto de Setúbal

Porto de Setúbal: dragagens têm retirado lixo do leito do Sado

Marítimo Comentários fechados em Porto de Setúbal: dragagens têm retirado lixo do leito do Sado 1551
Tempo de Leitura: 1 minutos

A Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) anunciou esta Segunda-feira, em comunicado, que as operações de dragagem inerentes ao Projecto de Melhoria das Acessibilidades Marítimas ao Porto de Setúbal têm tido uma componente ambiental importante uma vez que têm permitido a recolha de «quantidades significativas de resíduos que se encontram depositados no leito do rio Sado, nomeadamente plásticos, nylons e borrachas».

No mesmo comunicado, ao qual a Revista Cargo teve hoje acesso, a APSS lembra que este tipo de materiais tem «um longo tempo de decomposição (plástico, mais de 100 anos; nylon, mais de 30 anos; borracha, tempo indeterminado), libertando componentes que podem interferir negativamente com o ambiente marinho».

Porto de Setúbal: dragagens contribuem para limpeza do Sado

Num momento em que se fala cada vez mais da sustentabilidade ambiental e da importância da limpeza dos oceanos e dos rios, as dragagens em curso no Porto de Setúbal têm, portanto, esta componente ambiental benéfica, permitindo a limpeza do leito do rio Sado que, de outra forma, dificilmente seria feita.

Sobre os lixos e resíduos recolhidos nestas operações de dragagens, a administração do porto sadino avança que os mesmos «estão a ser encaminhados para operações de valorização, conforme previsto no Plano de Gestão de Resíduos da empreitada».

«A remoção destes lixos, nomeadamente do plástico que constitui uma ameaça crescente para a vida marinha, e o seu envio para reciclagem contribui para a diminuição de dióxido de carbono, um dos gases mais importantes nas alterações climáticas», conclui a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com