Porto de Setúbal prepara-se para maiores comboios e menores custos de operação

Marítimo, Terrestre Comentários fechados em Porto de Setúbal prepara-se para maiores comboios e menores custos de operação 440
Tempo de Leitura: 2 minutos

Carlos Correia, Vogal do Conselho de Administração da APSS, explicou, no passado dia 9 de Agosto, os contornos e detalhes técnicos do projecto de melhoria dos acessos ferroviários ‘Linha do Sul – Modernização das infra-estruturas e eliminação de constrangimentos na ligação ferroviária ao Porto de Setúbal. A empreitada nasce da uma sinergia entre a administração portuária sadina e a Infraestruturas de Portugal (IP).

O projecto, descreveu Carlos Correia, abrange um conjunto de intervenções de melhoria operacional da ligação ferroviária aos terminais portuários e que tem como objectivos a electrificação das linhas até ao interior dos terminais e maximizar a operacionalidade das infra-estruturas. Carlos Correia salientou que «a concretização deste projecto irá permitir também o aumento da capacidade de recepção/expedição e do tamanho dos comboios de e para o porto», com consequentes reduções dos custos de operação, redução de manobras e reforço da segurança da circulação ferroviária.

Novo passo na modernização do Porto de Setúbal

IP Porto de SetúbalO projecto, sublinhou Carlos Correia, permitirá dar seguimento à estratégia de modernização do Porto de Setúbal, cujos principais investimentos consistiram na melhoria das acessibilidades marítimas e na implementação da ferramenta digital JUL – Janela Única Logística, consolidando e alargando assim o hinterland do Porto de Setúbal a Espanha tirando partido da Melhoria do Corredor Sul Ferroviário na ligação à fronteira de Elvas/Badajoz, e aumentando a sustentabilidade ambiental e a intermodalidade do porto sadino.

Na mesma sessão de assinatura do protocolo entre a APSS e a IP, Carlos Fernandes, Vice-Presidente da IP, enfatizou a relação custo-benefício do projecto, que irá dotar a rede ferroviária com infra-estruturas para «composições de 750 metros, permitindo que comboios eléctricos saiam da zona de carga do Porto de Setúbal para rede ferroviária nacional». O responsável salientou ainda o benefício para o Porto de Setúbal «em 50% do custo de transporte entre o porto e a fronteira espanhola, com redução do percurso em 150 quilómetros e menos uma 1,30 horas nessa ligação».

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com