porto de Sines gnl

Porto de Sines projecta «maior penetração em Espanha» ao alcançar Zona Logística de Madrid

Logística, Marítimo Comentários fechados em Porto de Sines projecta «maior penetração em Espanha» ao alcançar Zona Logística de Madrid 421
Tempo de Leitura: 2 minutos

No âmbito do projecto CALSIBA, o Porto de Sines encontra-se a desenvolver esforços para ganhar maior capacidade de penetração no hinterland, captando assim novas cargas e tráfegos, e assim materializando os novos princípios plasmados no seu Plano Estratégico até 2030. A aposta no Corredor Logístico Sines-Badajoz será vital para «alcançar a Zona Logística de Madrid» e dar «maior capacidade de penetração em Espanha».

José Luís Cacho SinesDe acordo com José Luís Cacho, presidente do Conselho de Administração do Porto de Sines, um dos objectivos mais cruciais passa por dotar o corredor logístico que liga Sines à fronteira de maior competitividade, eficiência e digitalização (e desmaterialização) de processos. Este desiderato será alcançado por via de uma parceria transfronteiriça entre a administração portuária APS e a entidade Extremadura Avante.

Estes esforços conjuntos servirão para incrementar a «interoperabilidade» no corredor com o «desenvolvimento e implantação de tecnologias da informação e comunicação inovadoras no transporte de mercadorias», explicou, à agência Lusa, José Luís Cacho. A «Extremadura Avante está a desenvolver a Plataforma Logística de Badajoz onde se estão a instalar empresas importantes», adiantou o responsável.

JUL vai ligar Porto de Sines à Plataforma Logística de Badajoz

De acordo com José Luís Cacho, o projecto CALSIBA (que foi apresentado no último Congresso da APLOG) enquadra-se «no processo de internacionalização» do Porto de Sines, alcançando «a Zona Logística de Madrid» e uma «maior capacidade de penetração em Espanha». Trata-se de um projecto que «vai consolidar a nossa estratégia e vai permitir sermos mais competitivos na área da Extremadura espanhola», salientou.

Foi levado a cabo um projeto-piloto conjunto para «conectar digitalmente» a Plataforma Logística de Badajoz com o Porto de Sines, através da JUL. Com esta ferramenta, será disponibilizado «um conjunto de funcionalidades» e «todas as empresas que estão instaladas em Badajoz vão poder importar e exportar através do Porto de Sines em melhores condições de competitividade», salientou José Luís Cacho.

Fonte: Lusa

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com