porto de Sines gnl

Porto de Sines recebe, esta Sexta-feira, a visita do Ministro das Infra-estruturas e Habitação

Marítimo Comentários fechados em Porto de Sines recebe, esta Sexta-feira, a visita do Ministro das Infra-estruturas e Habitação 304
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Ministro das Infra-estruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, realizará na próxima Sexta-feira, 15 de Novembro, às 11:00 horas, uma visita de trabalho ao Porto de Sines para acompanhar o desenvolvimento dos projecto de investimento previstos para esta infra-estrutura portuária. O líder da pasta das Infraestruturas e da Habitação irá ser acompanhado pelo Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto de Miranda.

O porto alentejano está envolvido num grande processo de dinamização operacional e expansão infra-estrutural, decisivo para o contínuo progresso da sua movimentação de mercadorias. Líder crónico no segmento de contentores, o Porto de Sines atravessa um processo de expansão do seu terminal de contentores, o Terminal XXI, ao mesmo tempo que decorrer o concurso internacional com vista à construção e operação de um novo terminal deste tipo, o Terminal Vasco da Gama – um desejo há muito ambicionado pela comunidade portuária nacional.

O futuro terminal do Porto de Sines possuirá uma capacidade de movimentação anual de 3 milhões de TEU e um cais com um comprimento de 1.375 m com 3 posições de acostagem simultânea dos maiores navios do mundo (400 metros de comprimento, 60 metros de boca e capacidade para 24.000 TEU). Terá uma área de terrapleno de 46 hectares, 15 pórticos de cais e fundos de -17,5 m ZH, representando um investimento total estimado em cerca de 642 milhões de euros de fundos privados a cargo da futura entidade concessionária.

No que toca à ampliação do Terminal XXI, o acordo alcançado entre a PSA Sines (concessionária da infra-estrutura), a administração portuária e o Estado, materializa um investimento global de 547 milhões, a concretizar pela concessionária (expansão do cais de acostagem e respectivos equipamentos de movimentação, mas também a manutenção, substituição e renovação de equipamentos já instalados nas fases anteriores).

O modelo de concessão, acordado no âmbito da Comissão de Renegociação, prevê uma frente de cais de 1.950 metros, repartidos numa frente de 1.750 metros e noutra de 200 metros, possibilitando a atracação simultânea de quatro navios porta-contentores de última geração; a instalação de mais 9 gruas super post-panamax (total passará a ser 19), 30 pórticos de parque e equipamentos transportadores; a ampliação da área de armazenagem dos actuais 42 hectares para 60 hectares; e o aumento da capacidade dos actuais 2,3 milhões para 4,1 milhões de TEU.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com