Porto de Sines contentores XXI

Porto de Sines reforça liderança e alcança «quota maioritária absoluta» de 50,5%

MarítimoComentários fechados em Porto de Sines reforça liderança e alcança «quota maioritária absoluta» de 50,5%334
Tempo de Leitura: 1 minutos

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) divulgou os resultados da movimentação de cargas nos portos do Continente no período Janeiro-Setembro de 2020: o Porto de Sines reforçou a sua (crónica) liderança nacional, alcançando uma «quota maioritária absoluta» de 50,5%.

Porto de Sines reforça liderança com acréscimo de +2,7 pontos percentuais

«Sines reforça a liderança em Setembro, com quota maioritária absoluta de 50,5% do total do movimento de carga movimentada, um acréscimo de +2,7 pontos percentuais à do período homólogo de 2019, embora esteja ainda a -3,9 pontos percentuais do seu máximo registado em 2016», pode ler-se no documento da AMT, ao qual a Revista Cargo teve acesso. Em segundo lugar permanece outra das potências nacionais do segmento: o Porto de Leixões, com uma quota nacional de 21,7%. O pódio é completado pelo Porto de Lisboa, com uma quota de 10,9%. Setúbal segue em quarto lugar (7,7%), depois Aveiro (6%) e Figueira da Foz (2,4%), sendo que Viana do Castelo, Faro e Portimão representam, no seu conjunto, 0,6%.

Domínio de 57,1% no segmento dos contentores

Se nos cingirmos à análise do segmento de contentores, verificamos que o Porto de Sines alcança o mesmo feito de reforçar, ainda mais, a sua quota nacional de movimentação: sustentado na capacidade operacional do Terminal XXI, o porto alentejano passou a deter, agora, um quota maioritária absoluta de 57,1%, seguindo-se o Porto de Leixões, com 25,8%, o Porto de Lisboa, com 10,5%, depois o Porto de Setúbal, com 6%, e, finalmente, o Porto da Figueira da Foz, com 0,6%.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com