Porto de Viana do Castelo

Porto de Viana do Castelo prepara-se para acolher centro de produção de energia das ondas

Marítimo Comentários fechados em Porto de Viana do Castelo prepara-se para acolher centro de produção de energia das ondas 369
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Administração do Porto de Viana do Castelo já deu início à discussão pública referente à utilização privativa da infra-estrutura para a instalação de um centro de produção de energia das ondas, de acordo com edital publicado em Diário da República, noticiou o jornal ‘O Minho’.

Em questão está um investimento de 16 milhões de euros da empresa tecnológica CorPower Ocean na criação de um centro de Investigação e Desenvolvimento (I&D) naquele no Porto de Viana do Castelo, visando o desenvolvimento de conversores de energia das ondas.

Segundo o edital já publicado em Diário da República, a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) arrancou com o período de consulta pública da «atribuição de título de utilização privativa do Domínio Público Hídrico (DPH) para instalação de um hangar amovível, com vista à produção de peças em compósito para conversores de energia das ondas».

Fábrica instalar-se-á no Porto de Viana do Castelo até 2024

Os interessados têm 30 dias úteis para «apresentar objecções» à atribuição daquele título. No início do mês, em comunicado enviado à Lusa, a APDL explicou que a «fábrica de produção, montagem, manutenção e reparação de conversores de energia das ondas vai ficar instalada no porto de mar, pelo menos até ao ano de 2024, estando a expansão para instalações definitivas, em Viana do Castelo, planeada para o final do projecto de demonstração a instalar ao largo da praia da Aguçadoura, na Póvoa de Varzim, distrito do Porto».

«A tecnologia desenvolvida pela CorPower diferencia-se das demais por obter cinco vezes mais energia por tonelada de dispositivo e por possuir um modo de sobrevivência único, que oferece robustez nas mais exigentes condições marítimas, entre outras inovações que se afiguram disruptivas face à tecnologia existente», detalhou ainda a administração portuária, em nota enviada à agência Lusa.

Fonte: ‘O Minho’ e Lusa

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com