Portos açorianos serão integrados no projecto nacional da JUL no arranque de 2020

Logística, Marítimo Comentários fechados em Portos açorianos serão integrados no projecto nacional da JUL no arranque de 2020 215
Tempo de Leitura: 2 minutos

Os portos açorianos serão integrados, já no próximo ano, no projecto nacional Janela Única Logística (JUL), adiantou o jornal ‘Diário Insular’, na sua edição do passado dia 5 de Outubro. O balanço da implementação do projecto JUL foi feito, durante a semana passada, no Faial, Terceira e São Miguel – as sessões destinaram-se a informar e integrar a comunidade portuária na estratégia de implantação digital.

Portos açorianos integrados na JUL

Fonte da entidade Portos dos Açores revelou ao ‘Diário Insular’ que já decorrem as acções tendo em vista a criação dos suportes informáticos que vão permitir a inclusão de todas as infra-estruturas portuárias comerciais da Região na plataforma do JUL no início do próximo ano. Recorde-se que todos os portos portugueses deverão aderir à JUL até Março do próximo ano, sendo a sua implantação assegurada pela APP e batuta da DGRM.

Com a implementação da plataforma JUL, os diferentes operadores portuários e autoridades passam a aceder a um extenso leque de informações, em tempo real, o que possibilita a execução (mais sólida, célere e eficiente) do planeamento das suas actividades nos diferentes portos nacionais. Entre as informações que vão estar disponíveis na plataforma do JUL para consulta dos diferentes agentes das operações portuárias e autoridades, estão o movimento de entrada e saída dos portos, acesso aos portos, facturação, movimento de contentores ou horários de entrega e recolha de carga.

Na sua peça, o ‘Diário Insular’ recorda que os dados relativos aos portos de Sines e do Funchal já se encontram disponíveis na plataforma do JUL, enquanto no porto de Leixões decorre ainda o projecto-piloto. Numa próxima fase de implementação do projecto JUL, prevê-se a adesão das infra-estruturas portuárias de Aveiro, Portimão, Faro e Figueira da Foz, enquanto os portos de Lisboa e Setúbal ficam para a fase final.

Recorde-se que, em território insular, a JUL já funciona a todo o gás nos portos da Madeira desde Abril, após uma curta fase de experimentação: o projecto-piloto segue a bom ritmo há cerca de seis meses, e, de acordo com as palavras de Lígia Correia (presidente da APRAM), proferidas na recta final de Abril passado, o sucesso da empreitada «só foi possível com o empenho e dedicação de toda a comunidade portuária, públicos e privados, que enriqueceram esta ferramenta que vai agora ser adaptada nos portos nacionais».

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com