APDL

Portos movimentam menos -6,8% de toneladas até Agosto; Leixões e Aveiro com «melhores marcas de sempre»

Marítimo Comentários fechados em Portos movimentam menos -6,8% de toneladas até Agosto; Leixões e Aveiro com «melhores marcas de sempre» 280
Tempo de Leitura: 2 minutos

Entre Janeiro e Agosto, os portos do Continente movimentaram, em conjunto, um volume global de 58,7 milhões de toneladas, valor inferior em -6,8% ao verificado no período homólogo de 2018, adiantou a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT).

Esta quebra explica-se com a «diminuição da importação de Petróleo Bruto em Sines (agravada pelo encerramento da refinaria no passado mês de Agosto) e Leixões», mas também com a «redução do movimento da Carga Contentorizada em Sines», que, frisa a AMT, «acumula uma quebra de –2,9 milhões de toneladas)», originada pela greve dos trabalhadores portuários do Terminal XXI. Também a diminuição da importação de Carvão (-700,3 mil toneladas), devido ao facto de a central termoeléctrica de Sines se encontrar em paragem programada para manutenção desde finais de Junho, teve um papel importante nesta descida homóloga verificada no período Janeiro-Agosto.

Portos de Leixões e Aveiro voltaram quebrar recordes

Sem surpresas, os portos de Leixões e Aveiro apresentaram-se mais uma vez em contra-ciclo, voltando a registar «as melhores marcas de sempre», com movimentos a ascender 13,1 e 3,7 milhões de toneladas, respectivamente, +0,9% e +2,1% face a igual período do ano anterior. O Porto de Viana do Castelo regista também «um comportamento positivo», assinala a AMT, ao crescer +15,3% face a igual período de 2018. Todos os restantes portos assinalam comportamentos negativos, com é o caso de Sines, Lisboa e Figueira da Foz que assinalam quebras de -3,9 milhões de toneladas, -414,9 mil toneladas e -168,1 mil toneladas, respectivamente.

Sines lidera com quota nacional de 48%

Feitas as contas, o Porto de Sines permanece na liderança do movimento global portuário, « embora com os recuos verificados nos últimos meses, com uma quota de 48% (-2,8 pontos percentuais face ao acumulado a Agosto de 2018), seguido de Leixões (22,2%), Lisboa (13%), Setúbal (7,6%) e Aveiro (6,4%)», salienta a AMT.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com