Portos portugueses andaram «sempre na linha da frente do processo de digitalização»

MarítimoComentários fechados em Portos portugueses andaram «sempre na linha da frente do processo de digitalização»291
Tempo de Leitura: 2 minutos

«Nos portos, andámos sempre na linha da frente na questão da digitalização: recordo que os portos deixaram de ter papel há quase 15 anos», vincou José Luís Cacho, presidente do Conselho de Administração da APS, durante o webinar da ADFERSIT, realizado a 16 de Setembro.

Digitalização com epicentro da JUL: dos portos para toda a cadeia logística

Janela Única Logística JULO especialista portuário abordou o tema da digitalização portuária e logística, lembrando que Portugal tem já um passado de evoluções de invejar. «Desde 2005 que não circula um papel nas operações de movimentação da carga. Isso colocou-nos na linha da frente dos portos europeus, detendo um processo que, hoje em dia, muitos deles ainda não conseguiram colocar em funcionamento. Houve uma grande resiliência nossa nessa altura, trazendo a alfândega para dentro dos processos do porto. Foi um grande passo, um caminho interessante», observou.

No epicentro da evolução do presente, está a Janela Única Logística (JUL), que faz evoluir a JUP ao hinterland e a outros actores do tecido logístico. «Trata-se de um processo dinâmico em que é preciso muita integração: integrar toda a cadeia logística no processo. O caminho que temos estado a seguir prende-se com a Janela Única Logística (JUL), que está a ser implementada. Estamos, com esta ferramenta, a estender toda a operação de digitalização, que fizemos no porto, a toda a cadeia logística», detalhou José Luís Cacho.

«Estamos a penetrar em todas as plataformas logísticas, já hoje em dia funciona, por exemplo, na Bobadela, onde também opera a Medway. Estamos a integrar também os operadores rodoviários e ferroviários; o caminho é continuar a integrar, chegar ao carregador, integrando toda a cadeia logística. É um caminho que está a avançar e que vai acelerar rapidamente», perspectivou o presidente da APS, chamando também à discussão do painel ‘A Logística e os Portos enquanto “nós” da Intermodalidade’ as potencialidades revolucionárias da tecnologia 5G.

«Penso que a tecnologia 5G vai ajudar a acelerar todo este processo, principalmente na parte da automação. A tecnologia 5g, que vai entrar em força, é muito importante para os processos de automação, não apenas para os portos, mas também para os camiões, comboios, enfim, todas as operações logísticas. Se calhar, daqui a dez anos, a realidade logística será completamente diferente», rematou.

Saiba mais sobre a JUL:

Apresentação do plano final de arranque da JUL no Porto de Sines ocorreu no passado dia 18

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com