porto lisboa portos

Portos do continente registam quebra de 10,9% no primeiro trimestre, mas Março deu sinais de recuperação

Marítimo Sem comentários em Portos do continente registam quebra de 10,9% no primeiro trimestre, mas Março deu sinais de recuperação 358
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) avança que, no primeiro trimestre de 2018, os portos do continente movimentaram 21,9 milhões de toneladas, valor que se traduz numa quebra de 10,9% face a igual período de 2017, isto apesar de, no mês de Março se ter registado um crescimento de 3% face a Fevereiro, não obstante as más condições atmosféricas registadas durante esse período que levaram ao encerramento da barra ou ao acesso condicionado em alguns portos em alguns dias.



Porto de Aveiro, com melhor primeiro trimestre de sempre, foi o único com resultados positivos

porto aveiro mercadoriasA AMT destaca que esta variação homóloga negativa é resultado da conjugação de desempenhos distintos dos vários portos, tendo Aveiro sido destaque pela positiva, com um crescimento de 10,3%, levando mesmo a que tenha conseguido alcançar a marca de valor mais elevada de sempre nos primeiros trimestres. Todos os outros portos registaram, no entanto, valores negativos, destacando-se aí Sines, que registou uma quebra de 2,5 milhões de toneladas, ou seja, -18,5%.

Apesar da quebra, Sines continua a ter a maior quota de carga movimentada em território nacional com 50,4%, tendo todos os outros portos reforçado  as respectivas quotas, destacando-se aí Leixões, com 20,2%, Lisboa, com 13%, Setúbal com 7,7% e Aveiro, com 6,1%.

«Tráfego de volta à sua trajectória normal de crescimento»

Estes resultados negativos são ainda assim justificados pela AMT como o resultado de um crescimento anormal na carga contentorizada em transhipment no primeiro trimestre de 2017, onde a mesma havia crescido 61,5% que «elevou o patamar do volume de carga movimentada», sendo que é indicado que o tráfego regressou agora à sua trajectória de crescimento normal pois, quando comparado com o período homólogo de 2016 verifica-se uma variação positiva (+ 8,5% na carga contentorizada e 0,9% no total da carga movimentada), algo que reflecte uma tendência de evolução positiva no tráfego portuário com origem e destino no hinterland do continente.

Contentores e produtos petrolíferos são os grandes ‘responsáveis’ pelos resultados negativos

Por tipologias de carga, os primeiros três meses do ano de 2018 registaram variações positivas nos produtos agrícolas, nos outros granéis Sólidos e na carga Ro-Ro, de +16,1%, +3,7% e +13,3%, respectivamente sendo que, no caso da carga contentorizada (que representa 35,3% do movimento total) registou-se uma quebra de 18,5% e nos produtos petrolíferos (com uma quota de 18,3%) a quebra foi de 12,2%.

Quanto ao sentido do fluxo que observa a movimentação de carga, o comportamento negativo foi registado em ambos os sentidos, sendo de -13,1% nas operações de embarque, que movimentou 8,8 milhões de toneladas, e de -9,3% nas operações de desembarque, com 13,1 milhões de toneladas.

Aqui é importante destacar o comportamento de Aveiro (único com comportamento positivo em termos globais), resultou da conjugação de uma quebra de 2,7% na carga embarcada com um acréscimo de 16,9% na carga desembarcada. Nos outros portos, destaca-se o crescimento nas operações de embarque nos portos de Viana do Castelo e Figueira da Foz de 1,9% e 8,1% respectivamente enquanto que, nas operações de desembarque o destaque foi para Lisboa e Setúbal com crescimentos na ordem dos 3,5% e 3,7%, respectivamente.

No seu relatório, a AMT destaca por fim que Viana do Castelo, Figueira da Foz, Setúbal e Faro se apresentam como portos com perfil «exportador», tendo o seu volume de carga embarcada relativamente ao total sido de 83,3%, 71,4%, 55% e 100%, respectivamente, não deixando ainda assim de ressalvar que o volume agregado da carga embarcada por estes portos representa apenas 15,4% do total, dos quais 10,5% cabem a Setúbal.



Author

Leave a comment

Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com