MSC Portos Secos

Portos Secos são «elementos-chave nas redes logísticas» e potenciadores de ‘hinterlands’

Logística, MarítimoComentários fechados em Portos Secos são «elementos-chave nas redes logísticas» e potenciadores de ‘hinterlands’347
Tempo de Leitura: 2 minutos

Os portos secos têm estado na agenda prioritária do universo logístico português, muito por culpa da APAT – a associação de transitários mantém a tónica na utilidade estratégica dos portos secos e realizará, no dia 4 de Maio, uma conferência sobre a importância destas plataformas no domínio logístico. Para a associação, tratam-se de «elementos-chave das redes logísticas» e potenciadores da expansão dos hinterlands.

APAT conferência portos secosEm comunicado, a APAT vinca que esta é a altura certa – em pleno investimento na ferrovia – para debater e analisar as vantagens deste tipo de plataformas. Tratam-se de instrumentos que actuam «como interfaces interiores importantes para a concentração de mercadorias e outros serviços logísticos de valor acrescentado», lembra a associação. É assim fundamental sejam coordenados «de forma integrada com os portos marítimos, assim como com os diferentes actores envolvidos nas operações multimodais», explica a associação presidida por Paulo Paiva.

Segundo a visão da APAT, os Portos Secos e Terminais Logísticos rodo-ferroviários «devem ter o papel de agregadores e distribuidores de cargas e mercadorias, além de proporcionarem de forma efectiva o alargamento do hinterland dos portos marítimos nacionais». O evento, que terá lugar na cidade da Guarda, em parceria com o IPG (Instituto Politécnico da Guarda), contará com a presença contará com as participações dos presidentes da APAT e da IPG (Paulo Paiva e Joaquim Fernandes Brigas, respectivamente), do Secretário de Estado das Infra-estruturas Jorge Delgado, e da Secretária de Estado da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa. A conferência terá também uma mesa redonda subjugada ao tema ‘Portos Marítimas & Infra-estruturas & Autoridades’, composta por Nuno Araújo (presidente da APDL), Fátima Alves (presidente da APFF e APA), Carlos Fernandes (IP), José Simão (director-geral da DGRM) e Carlos Monteiro (presidente da CM Guarda).

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com