Medway Terminal Sines

‘Portos Secos & Terminais Rodo-Ferroviários’: conferência da APAT é já esta Terça-feira

Logística, TerrestreComentários fechados em ‘Portos Secos & Terminais Rodo-Ferroviários’: conferência da APAT é já esta Terça-feira414
Tempo de Leitura: 2 minutos

Realiza-se já nesta Terça-feira, dia 4 de Maio, a conferência ‘Portos Secos & Terminais Rodo-Ferroviários’, que terá lugar na cidade da Guarda, em estreita parceria com o IPG (Instituto Politécnico da Guarda). A Revista Cargo será media partner do evento.

A Associação de Transitários de Portugal (APAT) promove, com esta conferência, «um alargado debate e reflexão» sobre a temática dos portos secos e actividades relacionadas, uma vez que, para a associação, se tratam de elementos-chave nas redes logísticas, actuando como interfaces interiores importantes para a concentração de mercadorias e outros serviços logísticos de valor acrescentado.

Para a eficiência das redes logísticas, vinca a APAT no lançamento desta conferência, «é fundamental a existência de uma integração multimodal sólida quer ao nível da infra-estrutura, da operação e da gestão da informação». Assim, torna-se vital «que os Portos Secos sejam coordenados de forma integrada com os portos marítimos, assim como com os diferentes actores envolvidos nas operações multimodais», salienta.

Portos Secos devem ser «agregadores e distribuidores de cargas»

A associação frisou que «o papel das políticas públicas» será determinante «para a promoção da intermodalidade, mas também para potenciar o desenvolvimento da economia e a captação de novos investimentos». Para a APAT, os Portos Secos e Terminais Logísticos rodo-ferroviários devem ser «agregadores e distribuidores de cargas e mercadorias, além de proporcionarem de forma efectiva o alargamento do hinterland dos portos marítimos nacionais». A conferência contará ainda com a assinatura de um protocolo entre a associação e o Instituto Politécnico da Guarda – IPG.

A parceria pretende capacitar profissionais nas áreas de gestão, dos transportes e da logística para trabalharem no primeiro Porto Seco português, que ficará sediado na Guarda. «A criação de um Porto Seco na Guarda irá impulsionar o desenvolvimento da economia da região, contribuindo para a criação de mais postos de trabalho e para o aumento da competitividade das empresas», declarou Joaquim Brigas, presidente do IPG.

Saiba mais sobre o protocolo entre a APAT e o IPG:

APAT e Politécnico da Guarda juntam-se para formar quadros para o primeiro Porto Seco do país

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com