Scania Estrada Cruzamento descarbonização emissões

Portugal apresentará medidas inaugurais rumo à descarbonização dos transportes

Aéreo, Marítimo, Terrestre Comentários fechados em Portugal apresentará medidas inaugurais rumo à descarbonização dos transportes 499
Tempo de Leitura: 2 minutos

Portugal apresentará, no Canadá, as primeiras quatro medidas gizadas pela ‘Aliança para a Descarbonização dos Transportes’ (sigla inglesa TDA), uma iniciativa criada na recta final do passado mês de Maio, na cidade alemã de Leipzig, durante o Fórum Internacional dos Transportes (ITF).



Descarbonização «é tecnicamente viável» e «economicamente apelativa»

O Ministério do Ambiente português explicou, em comunicado, que o movimento irá tomar posição junto da Comissão Europeia sobre o novo regulamento que estabelece as regras de emissões para veículos ligeiros de passageiros e comerciais.

A TDA iniciará, posteriormente, um processo jurídico junto das Nações Unidas, da Comunidade Europeia, C40, G7 e G20, «para demonstrar que a descarbonização dos transportes é tecnicamente viável, economicamente apelativa e capaz de proporcionar benefícios sociais e ambientais, ao partilhar as melhores práticas».

Segundo adiantou o ‘Jornal Económico’ na sua edição online de 31 de Maio, o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Gomes Mendes, afirmará, no Canadá, que a TDA já escolheu a primeira ‘Comunidade de Interesses’, dedicada ao dossier da ‘Logística Urbana Verde’.

Estará também em fase de planeamento o ‘Roteiro TDA para a Descarbonização dos Transportes’, que deverá ser apresentado no início de Setembro.

TDA: o compromisso de «acelerar a descarbonização do sector de transportes»

Recorde-se que a TDA é composta pela Costa Rica, Finlândia, França, Luxemburgo, Holanda e Portugal), cinco cidades (Roterdão, Lisboa, Porto, Gaia, Matosinhos) e seis grupos empresariais (Alstom, CEiiA, EDP, ITAIPU Binacional, Michelin, e PTV).

Os seus membros firmaram o compromisso de «trabalhar em conjunto para acelerar a descarbonização do sector de transportes, cujas emissões provocadas correspondem a 25% das emissões totais de gases com efeito estufa, contribuindo, assim, para o cumprimento do Acordo de Paris para as Alterações Climáticas, que ambiciona uma economia com emissões líquidas zero na segunda metade do século», destacou, via comunicado, o Ministério do Ambiente.

«A Aliança para a Descarbonização dos Transportes baseia-se nos compromissos e na ambição assumida por chefes de Estado, presidentes de Câmara e CEO, numa iniciativa inédita, que junta num esforço comum e coordenado países, cidades e empresas, de descarbonizar os transportes antes de 2050, visando as emissões de todos os meios de transporte de passageiros e de mercadorias, incluindo transportes terrestres, aéreos e marítimos», conclui o comunicado.



Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com