porto Aveiro

Produtos Petrolíferos, Outros Granéis Líquidos e Ro-Ro registaram «melhores marcas de sempre»

Marítimo Comentários fechados em Produtos Petrolíferos, Outros Granéis Líquidos e Ro-Ro registaram «melhores marcas de sempre» 265
Tempo de Leitura: 2 minutos

De acordo com os dados da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) sobre a movimentação de mercadorias nos portos do Continente durante os meses de Janeiro e Fevereiro de 2020, registaram-se, no período em questão, as melhores marcas de sempre no volume movimentado de Produtos Petrolíferos (21,6% do total), de Outros Granéis Líquidos (3,1%), carga Ro-Ro (2,1%) e Minérios (1,6%).

No segmento dos Produtos Petrolíferos, destaque para as performances do Porto de Lisboa e do Porto de Sines, cruciais para este registo máximo: o porto da capital registou um aumento homólogo de +22,8% (fruto de uma movimentação de 210 430 toneladas), ao passo que o porto alentejano denotou um crescimento de +5,2% face aos dois primeiros meses de 2019 (resultado de uma movimentação de 2,2 milhões de toneladas). Apesar de apresentar uma variação negativa de -10,3%, Leixões movimentou uma larga porção deste segmento: 531,5 mil toneladas.

Ao olharmos mais detalhadamente para a categoria de ‘Outros Granéis Líquidos’ verificamos várias subidas homólogas, todas elas importantes para a consolidação de mais um resultado notável no período em questão: Leixões fixou um aumento de +5,1% (fruto de uma movimentação de 61,5 mil toneladas), ao passo que Setúbal atingiu uma subida homóloga de +16,7% (registando uma movimentação de 44,4 mil toneladas).

Neste capítulo, o grande destaque vai mesmo para o Porto de Aveiro: a infra-estrutura aveirense fixou uma significativa subida de +25,4%, produto de uma movimentação de 152,5 mil toneladas durante os dois primeiros meses do presente ano. Sines e Lisboa, apesar de apresentarem variações negativas (-29,2% e -1% respectivamente), ambos os portos contribuíram de forma importante para o resultado final deste segmento de carga – Sines ficou perto do máximo de Aveiro, com uma movimentação de 121 mil toneladas no período em análise.

Na carga Ro-Ro, destaque para o Porto de Leixões, que apresentou uma subida homóloga de +1,9% que traduziu uma movimentação de 213,3 mil toneladas, sendo este registo crucial para a subida elogiada pela AMT. Já o Porto de Setúbal apresentou uma movimentação de 82,1 mil toneladas, segundo o segundo porto neste capítulo, denotando, no entanto, uma descida de -1,3% face aos dois primeiros meses de 2019. Nos Minérios, o destaque vai para as subidas pujantes nos portos de Leixões (+73,9%) e Setúbal (+22,7%).

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com