mar

Relatório da UNCTAD mostra perdas de 3,5 mil milhões no transporte marítimo contentorizado

Marítimo Comentários fechados em Relatório da UNCTAD mostra perdas de 3,5 mil milhões no transporte marítimo contentorizado 583
Tempo de Leitura: 1 minutos

A UNCTAD (Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento) divulgou esta quarta-feira o Relatório do Transporte Marítimo de 2017, o qual mostra que a indústria do transporte marítimo de contentores acumulou perdas de 3.500 milhões de euros no ano de 2016.

O mesmo relatório admite que o processo de consolidação que se assistiu de forma vincada no ano passado «pode trazer uma certa ordem» ao mercado e «maior eficiência, melhorando as economias de escala e reduzindo os custos operacionais» mas fala também em ameaças deste processo, nomeadamente pela possibilidade de levar o sector para «estruturas oligopólicas». Salienta ainda que há vários mercados em desenvolvimento onde só restam três operadores e até menos.

O relatório da UNCTAD fala ainda de um crescimento de 2,6% no comércio marítimo em 2016, com 10,3 milhões de toneladas movimentadas – valor abaixo da média de crescimento de 3% mas que pode melhorar em 2017 com previsões de +2,8%.

Portos e terminais pressionados pelo aumento dos navios

A UNCTAD salienta ainda neste último relatório que o aumento do tamanho dos navios porta-contentores está a criar pressões em Portos e terminais, realçando o necessário investimento que tem sido feito para receber navios cada vez maiores – entre 2000 e 2016 o privado terá investido 688 mil milhões de dólares para dotar as infraestruturas de capacidade para receber estas novas embarcações.

O relatório também não deixa de parte a emergência das novas tecnologias que, embora ajudem a optimizar os processos, têm as suas ameaças, concretizando com uma em particular: a cibersegurança. E o ‘Petya’ é disso um bom exemplo.

 

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com