tcl teu

Rendas das concessões: Yilport Leixões liderou no 1º trimestre, pagando 5 milhões à APDL

Marítimo Comentários fechados em Rendas das concessões: Yilport Leixões liderou no 1º trimestre, pagando 5 milhões à APDL 268
Tempo de Leitura: 1 minutos

De acordo com os dados disponibilizados pela UTAP (Unidade Técnica de Apoio a Projectos), aos quais a Revista Cargo teve acesso, as concessões portuárias renderam às administrações portuárias 18,1 milhões de euros durante os primeiros três meses de 2019: trata-se do maior valor de sempre neste período temporal. Quem mais pagou foi a Yilport Leixões, contribuindo com 5 milhões de euros (um facto que se repete no tempo).

Rendas da concessões: Yilport Leixões é a «que mais rende ao Estado»

«Só a Yilport Leixões pagou à APDL pela concessão do Terminal de Contentores de Leixões cinco milhões de euros, 17% mais do que no período homólogo de 2018», confirmou hoje a concessionária do terminal de contentores do porto nortenho. «A Yilport Leixões continua a ser, de longe, a concessão de terminais portuários que mais rende ao Estado (entenda-se, às administrações portuárias)», frisa a operadora.

Yilport Sotagus em segundo lugar

De acordo com os dados da UTAP, as rendas pagas pelas concessionárias do Porto de Leixões atingiram, em termos globais, 7,6 milhões de euros no primeiro trimestre, o que representou uma subida homóloga de 12%. O segundo maior contribuidor, entre todos, é o Terminal de Contentores de Santa Apolónia, do Porto de Lisboa (concessionado pela Yilport Sotagus), com uma verba de 1,8 milhões de euros.

O fechar o pódio das rendas pagas das concessões portuárias está outra concessão do Porto de Leixões: o Terminal de Produtos Petrolíferos, concessionado pela Petrogal, pagou à APDL 1,6 milhões de euros no primeiro trimestre de 2019.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com