APSS Setúbal

Requalificação de acesso ao Porto de Setúbal: protocolo prestes a ser assinado com a APSS

Marítimo, Terrestre Comentários fechados em Requalificação de acesso ao Porto de Setúbal: protocolo prestes a ser assinado com a APSS 877
Tempo de Leitura: 2 minutos

Carlos Fernandes, vice-presidente da Infraestruturas de Portugal (IP) visitou, juntamente com o Primeiro-Ministro António Costa, o Ministro das Infra-estruturas, Pedro Nuno Santos, e o próprio presidente da IP, António Laranjo, a construção do novo troço ferroviário Freixo-Alandroal, da Linha de Évora, inserida no Corredor Internacional Sul. O responsável adiantou que a intervenção de requalificação de acesso ao Porto de Setúbal, que tem «projecto concluído» e «protocolo praticamente em condições de ser assinado» com a administração portuária.

Requalificação de acesso ao porto sadino em destaque

Ao elencar os projectos que já estão em obra ou em desenvolvimento, Carlos Fernandes destacou a intervenção de requalificação de acesso ao Porto de Setúbal, que tem actualmente «projecto concluído» e «protocolo praticamente em condições de ser assinado» com a administração portuária APSS. Em declarações feitas à margem da visita aos trabalhos de construção do novo troço ferroviário Freixo-Alandroal, da Linha de Évora, inserida no Corredor Internacional Sul, Carlos Fernandes adiantou que agora se «aguarda que seja aprovada a introdução deste investimento no orçamento do Porto de Setúbal para lançarmos uma obra que é importante» para a «acessibilidade do Porto de Setúbal a este Corredor Internacional Sul».

Visita aos trabalhos do troço Freixo-Alandroal

Quanto à empreitada visitada por António Costa, Pedro Nuno Santos e também António Laranjo, trata-se de uma empreitada que arrancou em Setembro de 2019, permitindo reduzir o trajecto entre o Porto de Sines e a fronteira em 150 quilómetros, com um ganho de três horas e meia. A ligação entre Freixo e Alandroal, integrará a nova Linha ferroviária entre Évora e Elvas, que será constituída pelos seguintes troços:

  • Évora – Évora Norte, 10 quilómetros de extensão | empreitada adjudicada;
  • Évora Norte – Freixo, com 20,5 quilómetros de extensão | empreitada em execução;
  • Freixo – Alandroal, 20,5 quilómetros de extensão | empreitada em execução;
  • Alandroal – Elvas (Ligação à Linha do Leste), com 38,4 de extensão | empreitada em execução;
  • Elvas – fronteira, 11,3 quilómetros de extensão | empreitada de Modernização concluída.

Com cerca de 100 quilómetros, 80 dos quais de construção nova, a futura ligação ferroviária entre Évora e a fronteira em Caia irá constituir-se como «infra-estrutura fundamental para a conexão ferroviária dos portos e das zonas industriais e urbanas localizadas no sul de Portugal, quer a Espanha, quer ao resto da Europa», vincou a IP, através de um comunicado, no qual se relata a visita. Assinale-se que a nova plataforma ferroviária actualmente em execução constitui-se como a maior extensão de caminho-de-ferro construída em mais de um século no nosso país.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com