Requalificação do ramal ferroviário de Sines: investimento global é de 16,8 milhões

Marítimo, Terrestre Comentários fechados em Requalificação do ramal ferroviário de Sines: investimento global é de 16,8 milhões 1461
Tempo de Leitura: 2 minutos

Acompanhado pelos secretários de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, e das Infra-estruturas, Jorge Delgado, o Ministro das Infra-estruturas e Habitação visitou esta Segunda-feira os trabalhos referentes ao projecto de requalificação do ramal ferroviário do Porto de Sines. A visita, que já havia sido noticiada pela Revista Cargo, realizou-se na área intervencionada – Terminal XXI, no Porto de Sines.

Pedro Nuno Santos visitou trabalhos de requalificação do ramal ferroviário

O valor global de investimento previsto realizar no âmbito deste projecto é de 16,8 milhões de euros, sendo cerca de 8.4 milhões desenvolvido pela administração portuária de Sines (APS) e os restantes 8,4 milhões da responsabilidade da concessionária do terminal de contentores, a PSA Sines.

O projecto de requalificação do ramal, explicou a administração portuária, integra um conjunto de projectos estruturantes, em curso, na sua área de expansão leste, que visa dotar o Terminal de Contentores de Sines (Terminal XXI), incluindo já a sua 3ª fase de ampliação em curso, e o futuro  Terminal Vasco da Gama (TVG), de melhores condições de operação e manobra e de aumento da capacidade instalada devido ao previsível crescimento de carga contentorizada neste modo de transporte.

Capacidade será aumentada para 36 comboios/dia, de 750 metros cada

Com as obras realizadas, a capacidade actual de movimentação de 24 comboios/dia, de 600 metros de comprimento cada, será aumentada para 36 comboios/dia, de 750 metros cada, que corresponde a um incremento de duplicação da capacidade actual do ramal, esclareceu a APS.

O projecto de ampliação e modernização do ramal ferroviário do Porto de Sines inclui a ampliação da plataforma ferroviária de carga/descarga do Terminal XXI, com duas novas linhas com capacidade de recepção de composições de 750 metros de comprimento (obra já concluída pela PSA Sines), assim como a introdução de melhorias nos sistemas de via, catenária e de sinalização, de forma a permitir uma gestão logística mais eficiente e segura.

Para além disso será também realizado o redimensionamento do layout do actual ramal, nomeadamente com a construção de uma 4ª linha, e de uma nova linha de reversão adequada à dimensão destas composições, permitindo-se com isso, no futuro, a ligação dos dois terminais (TXXI/TGV). «Futuramente, está prevista a instalação de uma quinta linha de resguardo para aumento da capacidade da manobra, bem como a ligação ao Terminal Vasco da Gama, em redundância de acessos, com a construção de um 2º acesso», adiantou, em comunicado, a APS.

O projecto prevê ainda a automação da manobra, pela instalação de sinalização, criando-se a entidade “Gestor de Parque” (de manobras), sendo a APS a primeira entidade portuária nacional a implementar tal forma de gestão da operação.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com