Robert Yildirim e a carga contentorizada em Leixões: «Queremos competir com os portos espanhóis»

Marítimo Comentários fechados em Robert Yildirim e a carga contentorizada em Leixões: «Queremos competir com os portos espanhóis» 319
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Revista Cargo acompanhou ao detalhe a cerimónia de apresentação do projecto de reconversão do Terminal de Contentores Sul do Porto de Leixões, tido como a «jóia» do portefólio da empresa turca Yilport – palavras do próprio Robert Yildirim, presidente do grupo detentor da holding que se ocupa da gestão de terminais de contentores.

Tecendo rasgados elogios à potencialidade da infra-estrutura, o presidente do Grupo Yildirim reforçou que o investimento de 43,4 milhões de euros na reconversão do terminal – que permitirá alagar os horizontes do porto nortenho em termos de movimentação de cargas – faz parte de um ambicioso plano que visa colocar Leixões no mapa mundial. Durante o discurso, Robert Yildirim assegurou que a prioridade é a redacção de «uma história de sucesso», tanto no Porto de Leixões como na região que enquadra a sua zona de influência.

«Queremos competir com os portos espanhóis, nomeadamente Barcelona e Valência», afirmou Robert Yildirim

«Viemos para Portugal não para deter o terminal durante dez anos e depois vendê-lo a outrem, como é prática de outros fundos de investimento. Não. Somos investidores industriais – nós entendemos o segmento dos terminais, o negócio e a sua economia, portanto estamos aqui para construir e investir da melhor forma possível para que todos fiquem satisfeitos», afirmou contundentemente Robert Yildirim, ao discursar perante a plateia (da qual faziam parte a Ministra do Mar, a presidente do Conselho de Administração da APDL, o CEO da Yilport), no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões.

«Este investimento em Leixões trará um grande retorno para a economia: criará novos postos de trabalho, novos negócios e auxiliará a componente logística e exportadora da região. Queremos competir com os portos espanhóis, nomeadamente Barcelona e Valência, queremos competir pela carga que vai para o centro de Espanha. Estamos aptos a captar novos negócios aqui, oferecemos taxas e serviços mais apetecíveis, daí acreditarmos que esses donos das cargas farão escala em Leixões e que voltaremos a repetir uma história de sucesso neste porto e nesta cidade», explicou ainda o presidente do grupo turco.

Relação duradoura baseada no compromisso: «Ficaremos aqui muito tempo», afiançou

«Ficaremos aqui muito tempo. Terei todo o gosto em sentar-me com todos os decisores desta comunidade para discutirmos como poderemos configurar o porto para enfrentar o futuro. Estaremos dispostos a ajudar no que for necessário também em termos de ligações de rede. Ao criarmos relações, os negócios aparecerão eventualmente. Portanto, quanto mais vós nos entendeis, mais nós vos entendemos. Encontraremos soluções frutuosas para o Porto em conjunto», garantiu, arrancando palmas ao auditório.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com