Nova Rota da Seda: metade do tráfego do Porto de Valência está ligado à China

MarítimoComentários fechados em Nova Rota da Seda: metade do tráfego do Porto de Valência está ligado à China1192
Tempo de Leitura: 1 minutos

A iniciativa chinesa “Belt and Road” (também conhecida como “One Belt, One Road” ou pela sigla OBOR) tem estreitado as ligações (por terra e por mar) entre o país asiático e a Europa. E na vizinha Espanha, o Porto de Valência vai ganhando cada vez mais carga com origem ou destino na China.



Segundo os dados mais recentes divulgados pela Valenciaport, gestora do Porto de Valência, 48% do tráfego que passa hoje pela sua infraestrutura tem hoje origem ou destino no Extremo Oriente.

A China perfila-se assim como o grande parceiro comercial do Porto de Valência, que tem hoje ligações a 80 portos do país asiático – face aos 50 portos com os quais tinha relações comerciais em 2016!

Porto de Valência tem reforçado ambição no âmbito da Nova Rota da Seda

Entre Janeiro e Novembro de 2017, 6,48 milhões de toneladas de carga manuseadas pelo Valenciaport tinham a China como origem ou destino, um valor que representa um crescimento de 3% – o aumento em TEUs era superior, na ordem dos 5%, com 532.000 unidades cheias ligadas à China.

Recorde-se que a Autoridad Portuaria de Valencia (APV) tem reforçado a ambição de fazer crescer ainda mais as ligações à China, no âmbito da famosa Nova Rota Marítima da Seda. Aliás, a Silk Road Internacional (SICO), uma das mais importantes organizações não governamentais da China que se dedica ao aumento das relações comerciais, está a pensar seriamente abrir uma sede mediterrânea em Valência.

Porto de Valência mira oportunidades comerciais oferecidas pela nova Rota da Seda



Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com